Grandes batalhas XXXVIII – Atlas, Sísifo, Íxion e Tântalo. Penas eternas! Qual a pena eterna mais cruel?

Sei que é praticamente impossível indicar uma pena eterna como a mais cruel, mas peço que façam, caros leitores, um exercício de abstração para escolher e assinalar uma das alternativas. Muito obrigado e volte sempre.

As penas abaixo descritas estão para imortalidade assim como a prisão perpétua está para a mortalidade.

Se não houvesse vedação constitucional expressa, vc seria a favor da prisão perpétua? Acha justo que existam penas perpétuas?

Obs.: o que os caras abaixo fizeram para ter estas penas, escreverei noutra hora. Por ora, suficiente as penas cominadas.

Penas:

Sísifo: Por toda a eternidade Sísifo foi condenado a rolar uma grande pedra de mármore com suas mãos até o cume de uma montanha, sendo que toda vez que ele estava quase alcançando o topo, a pedra rolava novamente montanha abaixo até o ponto de partida por meio de uma força irresistível. Por esse motivo, a tarefa que envolve esforços inúteis passou a ser chamada “Trabalho de Sísifo”.

Íxion: Foi fulminado por um raio e lançado no Tártaro, onde foi preso a uma roda em chamas e condenado a nela girar pela eternidade.

Tântalo: Foi lançado ao Tártaro, onde, num vale abundante em vegetação e água, foi sentenciado a não poder saciar sua fome e sede, visto que, ao aproximar-se da água esta escoava e ao erguer-se para colher os frutos das árvores, os ramos moviam-se para longe de seu alcance sob força do vento. A expressão suplício de Tântalo refere-se ao sofrimento daquele que deseja algo aparentemente próximo, porém, inalcançável, a exemplo do ditado popular “Tão perto e, ainda assim, tão longe”.

Atlas: sustenta, nos ombros e para sempre, os céus.

Obs.: eu tenho essa estatueta abaixo na minha coleção =)

kkkkkkkkkkk Isso é uma morte? kkkkkkkkkkk

A cena de morte mais ‘fake’ do cinema de todos os tempos

banh!

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhh

 

banh!

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhh

 

banh!

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhh

 

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

A dona morte estava de brincadeira quando fez esta cena.

Grandes batalhas XXXVII – Apolo, Orfeu, Euterpe, Bragi, Bastet, Bran ou Benedigeidfran, Dagda. Quem é o indicado para acabar com o lixo musical atual brasileiro?

Face a evidente decadência da música brasileira na atualidade, fiquei curioso para saber quem poderia resolver isso. Cheguei até as entidades abaixo relacionadas. Só não sei qual é a mais eficaz para salvar nossos ouvidos. Abaixo da enquete, veja inúmeros exemplos da decadência

Essas minas são gostosas e dão tesão, mas… viver com uma mulher dessas não dá. Se desse para juntar esses corpos perfeitos com cérebros e decência o mundo seria um lugar bem melhor. Aposto que Hera acabaria com toda essa putice se tomasse ciência dessa vulgarização do sexo.

Essa foi a única que gostei =p

Realmente…

Créu (a música mais bem elaborada do mundo)

Que bosta!

Lixo!

tchu tcha tcha tchu tchu tcha 0.0 (isso é música?)

A única que presta

Faltou esta!!! Esse vídeo é clássico e demonstra o que é a música brasileira atual.

Grandes batalhas XXXVI: Deuses mensageiros: Agni, Arcanjo Gabriel, Hermes e Íris

Quem deveria organizar o serviço de correio postal a nível mundial e os provedores de email para torná-los mais eficientes?

Grandes batalhas XXXV: Têmis (ou Diké) vs Nêmesis – A Justiça de Têmis (Diké) ou a Vingança de Nêmesis?

Conceito de Justiça:

s.f. Virtude moral pela qual se atribui a cada indivíduo o que lhe compete: praticar a justiça.
Direito: ter a justiça a seu lado.
Ação ou poder de julgar alguém, punindo ou recompensando: administração da justiça.
Conjunto de tribunais ou magistrados: recorrer à justiça.

Frases sobre justiça.

Conceito de Vingança:

s.f. Ato ou efeito de vingar(-se).
Represália, desforra, vindita, retaliação.

Frases sobre vingança.

PS: Seja sincero(a).

Great battles XXV: Themis (or Diké) vs Nemesis – Justice Themis (or Diké) or Revenge Nemesis?

Exemplificando:

Quando um casal com filhos se separa ou se divorcia, o ideal, na verdade o esperado, o lógico, o razoável e o justo, é que não coloque a prole no meio das eventuais brigas, que são comuns em fins de relacionamentos. A boa relação entre ascendentes e descendentes sempre deve ser preservada. Têmis não aceita que marido ou mulher se valha dos descendentes para atacar um ao outro. Se quiserem se machucar ou ofender, que façam diretamente, sem manejar crianças indefesas e inocentes, posto que esse tipo de violência gera ou pode gerar consequências nefastas para todo o semprena idade adulta.

Todavia, Nêmesis pensa diferente. Para ela o fim justifica os meios. Ela faz nascer entre os consortes separados ou divorciados o desejo de vingança irrestrito o que dá origem à alienação parental. Mas o que é a alienação parental?

Também conhecida como a síndrome do “órfão de pai vivo”, a alienação parental consiste em fazer da criança ou adoslescente um instrumento de agressão contra o outro cônjuge. A ideia do “filho da puta” é atingir o ex-parceiro e para tanto desvirtua dolosamente a imagem que o filho em comum tem do outro genitor ou tenta fazer com que a criança rompa os laços afetivos com o pai ou com a mãe. Para tanto se vale de ardis e artifícios cruéis que podem marcar, tanto como a pele é marcada pelo ferro em brasa, a história da criança e do adoslecente para sempre. E isso tudo em nome de interesses ilegítimos, mesquinhos, vingativos e mesmo financeiros. Na verdade é uma maneira covarde do alienador criminoso atacar seu alvo.

A lei 12.318/10 regula o tema.

É sempre importante lembrar, e por isso faço questão de ser repetitivo ao extremo, que o relevante é o interesse da criança e que se fodam as picuinhas.
Assim, a escolha entre Nêmesis e Métis pode implicar em graves consequências. Não estou dizendo que a vingança seja sempre uma covardia ou que seja ilegítima, mas não é um sentimento bom ou aconselhável Portanto, votem e escolham entre a vingança e a justiça com sabedoria.

Outros exemplos serão dados oportunamente.

Grandes batalhas XXXIV – Idun, Hebe e Ísis. Mulheres e a batalha contra o envelhecimento.

Não gaste seu tempo e dinheiro com cosméticos, cirurgias plásticas e cremes contra envelhecimento. Isso não adianta! É propaganda enganosa! Aliás, acho que é covardia das empresas do setor de cosméticos. Enganar almas desesperadas para atender os reclamos impostos por uma sociedade que cultua a beleza. Ore para uma dessas três deusas (Idun, Hebe e Ísis) e seja eternamente jovem e bonita.

Currículo e vantagens de cada deusa:

Idun zela pelo pomar sagrado em que há maçãs que garantem a juventude eterna aos deuses – se estas frutas garantem a juventude e o vigor físico aos deuses, bem como o corpo saradinho das deusas nórdicas (Freya, por exemplo) imagine o que elas não podem fazer por vc!

Hebe é a própria personificação, ou divinização, da juventude e tem estirpe – é filha de Zeus e Hera. Acho que não preciso falar mais nada, né?

Ísis e sua magia poderosa, capaz de trazer à vida um Deus morto e esquartejado, sem asseverar que os egípcios são mestres na arte de conservação dos corpos. Garantia de que tudo ficará “em riba”!

Escolha e não perca mais tempo, pois este é implacável!