João e Maria – Caçadores de bruxas – Crítica ao filme

Fantástico, incrível, impressionante, insuperável, ótimo, uma maravilha da sétima arte. Vi hoje pela manhã!

joao-e-maria-caçadores-de-bruxas

Muito bom mesmo. Um dos melhores que assisti até hoje!

O filme já começa violento e assustador. Muito foda!

É a releitura do conto de João e Maria com violência explícita, bruxas extremamente – e bota extremamente nisso – más e crueis.

Cabeças sendo explodidas, decepadas, esmagadas; lutas violentas e dinâmicas; extremamente ágeis e impactantes. Porrada e voadora para todo o lado. Os protagonistas apanharam bastante e sangraram também.

Até as armas do filme – que não existiam na idade média – estavam super legais.

A história não é nem simples nem complexa. Está na medida certa.

As bruxas estavam muito legais! Super feias e monstruosas e havia de vários tipos. É um retrato fiel da ideia inconsciente que temos de bruxas medievais. Não estragaram o imaginário coletivo sobre essas criaturas lendárias como fizeram com os vampiros – transformando-os em vegetarianos, sensíveis e bonzinhos.

joao e maria cacadores de bruxas _7joao e maria caçadores de bruxas _20

Havia até um troll no filme, cuja participação foi fulminante.

E a mulherada do filme? “Oh my God”. Só gostosa poderosa! Só gata! A Maria é muito linda e sexy. As bruxas brancas soberbas. E a bruxa má fodona, quando se transformava em uma linda mulher, era estonteante.

joão e maria caçadores de bruxajoao e maria cacadores de bruxas _1

Esse é um dos poucos filmes que eu queria ter feito.

O melhor filme sobre bruxas que já vi! Recomendo! É a típica película que você deve assistir mais de oitenta vezes. Você sempre verá algo que não havia visto das outras vezes. Torço para que tenha o segundo.

Bom filme!

Grandes Batalhas LIX: Vilões monstruosos. O mais fodão foi…

Fenrir.

Serpente do mundo ou Jormungand.

Tifão.

Serpente Apófis (Apep).

Ravana.

FenrirjormungandFenrir_vs_Vidar_by_DigitalTofujormungand, a serpente do mundoapophis_by_genzoman__001__01__superapófis Set-vs-ApepRavana 2RAVANAtifãotifão vs zeus

Grandes Batalhas LVIII: Eros vs Tanatos. Pulsão da vida vs Pulsão da morte. Qual energia orientadora do comportamento prevalece em ti?

Na sua teoria das pulsões (energia orientadora do comportamento) Sigmund Freud descreveu duas pulsões antagônicas: Eros, uma pulsão sexual com tendência à preservação da vida, e a pulsão de morte (Tânatos) que levaria à segregação de tudo o que é vivo, à destruição. Ambas as pulsões não agem de forma isolada, estão sempre trabalhando em conjunto segundo o princípio de conservação da vida. Como no exemplo de se alimentar, embora haja pulsão de vida presente – sendo a finalidade de se alimentar a manutenção da vida – ela implica-se à pulsão de morte, pois é necessário que se destrua o alimento antes de ingeri-lo. Aí presente um elemento agressivo, de segregação, este se articula à pulsão primeira, como sua necessária contraparte na função geral de conservação.

eroscupido traira  Eroseros cupido-sexythanatos Arman_virgo-thanatosThanatos _by_GENZOMANtanatos morte 55

Grandes batalhas LVII: Hera vs Afrodite. Regulamentação da atividade dos profissionais do sexo.

E aí, vc é contra ou a favor? Vide argumentos e links abaixo antes de votar. Há uma entrevista com o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) logo abaixo, bem como o projeto de lei que causa celeuma na íntegra e seguido da justificativa.

Argumentos pró Afrodite:

Não são todos que querem tirar proveito da Copa do Mundo, muito menos, em tese, um deputado do PSOL. Ainda há pessoas dignas, de boa-fé e bem intencionadas no Brasil, mesmo no Congresso Nacional. Se partímos da premissa que o Brasil não tem jeito e que todos somos filhos da puta, o Brasil realmente não terá jeito. O deputado diferenciou prostituição de exploração sexual, são coisas diferentes! A exploração sexual, devidamente tipificada, é crime; não a prostituição, que apenas seria regulada e que mesmo hoje, nos termos da atual legislação, não é crime. Na exploração sexual, o dinheiro não fica com o profissional do sexo, mas sim com o cafetão ou cafetina, na prostituição a maior parte ou todo ele fica com aquele que prestou o serviço de natureza sexual e ninguém tem nada a ver com isso. Não há violência ou clandestinidade. E se houver, em tese, pagamento de impostos, pois alguns serviços poderm ser tributados, as prostitutas, travestis e garotos de programas terão um motivo a mais para reivindicar a atuação estatal, pois imposto tem caráter solidário e se destina a pagar as contas públicas do governo e financiar políticas públicas.

O objetivo da lei é proteger quem está nas mãos do cafetões. Se ainda haverá um monte de gente querendo tirar vantagem das prostitutas, mesmo com a entrada em vigor desta lei, isso é um outro problema que só a fiscalização e o estreito cumprimento da norma, se aprovada, vão impedir. Repito: quer-se proteger os prestadores do serviço sexual daqueles que se aproveitam disso e estimulam a perpetuação da atividade de exploração sexual ou mesmo de prostituição ao proibirem que a prostituta, travesti ou garoto de programa saia da prostituição quando julgar necessário ou conveniente.

Além disso, o projeto de lei em comento, se transformado em lei, em nada prejudicará medidas voltadas à educação e distruibuição de renda. Uma coisa não exclui a outra.

E lembre-se que alguém pensou nas prostitutas e tentou fazer alguma coisa. O projeto pode até não vir a funcionar se aprovado, mas é melhor fazer alguma coisa do que não fazer nada. Aliás criticar e dizer que falta educação é fácil, fazer algo diferente é para poucos. A lei não é um incentivo para a prostituição e estrangeiros já vem com a ideia na cabeça da exploração sexual, de sexo fácil, barato e sigiloso. Não é a entrada em vigor deste projeto que irá alterar a mente deles, incentivando-os a vir para o Brasil apenas para foder. Pelo contrário, pensarão duas vezes antes de fazer cagada, avalizar e contribuir com a exploração sexual.

Enfim, a finalidade da lei, que integra a norma e portanto deve ser observada, sob pena de invalidade, é reduzir os riscos da prostituição, afastando a exploração sexual, e criar políticas públicas e proteção a estes profissionais marginalizados. Assim, com a regulação, proteção e fiscalização previstas na lei, haverá menos marginalidade, pois uma parcela significativa da população será abrigada, e gastos públicos para cuidar de pessoas desorientadas que contraem doenças – seria como uma vertente da medicina preventiva, pois o poder público para fiscalizar, precisaria registrar e educar essas pessoas e donos de estabelecimentos de prostituição que não explorem os profissionais do sexo. Em suma é isso.

http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2013/01/15/deputado-quer-aprovar-ate-a-copa-do-mundo-projeto-de-lei-que-regulariza-a-prostituicao-no-brasil.htm

Projeto de Lei. Para vê-lo, clique aqui.

“Apresentada no congresso em meados de 2012, a PL 4.211/12 foi trazida à discussão devido à insistência de Wyllys para que ele tramite antes da Copa do Mundo e da Olímpiada.

– O projeto é urgente, sobretudo às vésperas dos grandes eventos (…) e não vamos ser ingênuos de achar que os turistas não vão demandar por esse serviço sexual. Então, as prostitutas têm de ter um ambiente seguro para prestar esse serviço – afirmou, em entrevista ao iG.

Essa declaração do deputado causou ainda mais protestos por parte dos opositores da PL, segundo os quais a proposta de Wyllys serviria apenas para transformar o Brasil em um destino para o turismo sexual.

Apesar da manifestação de representantes de diversos setores da sociedade, o deputado tem buscado defender o projeto afirmado que seus opositores são “a bancada conservadora que reúne evangélicos fundamentalistas, católicos fundamentalistas e conservadores laicos, que não são católicos nem evangélicos, mas são conservadores, hipócritas, moralistas”.

O deputado afirmou ainda que a proposta deve ter mais chances de ser aprovada no Congresso do que a da criminalização da homofobia, pois a prostituição é um serviço utilizado por muitos de seus colegas parlamentares.

As prostitutas, embora estigmatizadas e marginalizadas, são uma categoria menos odiada que os homossexuais. E tem outro fator, eu diria que 60% da população masculina do Congresso Nacional faz uso dos serviços das prostitutas, então acho que esses caras vão querer fazer uso desse serviço em ambientes mais seguros – declarou Wyllys.”

 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 

Argumentos pró Hera:

Argumentos retirados de um blog religioso.

isso é um absurdo.em vez de encentivar a prostituição,deveria ajudara acabar com ela

EM UM PAIS ONDE TEM TANTOS PROBLEMAS SOCIAS COMO A SAUDE E A DISTRIBUIÇÃO DE RENDA AINDA TEM DEPUTADOS QUE TEM A AUDAÇIA DE PERDE TEMPO COM UMA QUESTÃO DESTA,FICO IMAGINANDO SE ELE TIVESSE FILHAS OU PARENTES NA PROSTITUIÇÃO SE ELE APROVARIA UMA LEI COMO ESTA,ELE E OUTROS DEVERIAM SE PREOCUPAR COM PRIORIDADES,ELE ESTA QUERENDO AGRADAR A QUEM,FAÇA-ME UM FAVOR SE PREOCUPE COM ALGO MAIS IMPORTANTE PARA FAZER,NAS ELEIÇÕES VAMOS MOSTRAR A NOSSA FORÇA NO VOTO ELEGENDO PESSOAS QUE REALMENTE SE PREOCUPEM COM ESTA NAÇÃO E OREMOS AO NOSSO DEUS PÁRA QUE ESTA PROSTITUTAS POSSAM SAIR DESTA VIDA,EM NOME DE JESUS.


Essa argumentação de que “A mesma sociedade que desaprova a prostituição a utiliza “ é fraca. Porque a sociedade não é somente composta de pessoas que utilizam os serviços dos profissionais do sexo, existem Milhões de Católicos e Evangélicos no Brasil que não utilizam a pratica da Prostituição, pois apesar de ser uma profissão antiga sempre teve reprovação da Bíblia.
Gálatas 5:19 – 21
19 – Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia,
20 – Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias,
21 – Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.
I Corintios 6:18
18 – Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo.
Será que esse deputado que é contra a moral e os bons costumes não esta de Olho nos votos dos Profissionais do Sexo?



CARO DEPUTADO, WYLLYS.
PROSTITUIÇÃO, FORNICAÇÃO, HOMOSSEXUALISMO E MUITAS OUTRAS PRÁTICAS DO GÊNERO. NÃO OBSTANTE SEREM “ANTIGAS”, COMO ANTIGO É SATANAZ, O INSPIRADOR DESSES MALES, SÃO TODAS ILÍCITAS DO PONTO DE VISTA DE DEUS.

Renata Moreno: “Um dos opositores do projeto é a feminista Renata Moreno, membro da direção executiva nacional da Marcha Mundial de Mulheres, que afirma que a regulamentação pode levar à “legitimação e naturalização de um modelo de sexualidade opressor e que deve ser mais discutido”.

– Somos críticas a essa visão de que é preciso regulamentar a prostituição. Precisamos fazer um debate amplo sobre o que isso significa, e a Copa é um momento oportuno para isso. Mas precisamos discutir a prostituição não só no âmbito das cidades que vão receber a competição, mas também a prostituição nas rodovias, nas construções de hidrelétricas e nos rincões do país – declarou Renata Moreno, segundo O Estado de Minas.”

Carlos Henrique (PRB): Acho que seria temerário legalizar uma profissão como esta, ligada ao submundo do tráfico de drogas e de mulheres. O Estado precisa de fato dar algum amparo e algum acompanhamento. Essas pessoas não devem ser marginalizadas e abandonadas pelo Estado. Mas não acredito que a legalização seja a saída

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

ENTREVISTA COM O DEPUTADO Jean Wyllys (PSOL-RJ):

Em um prostíbulo, mulheres adultas são forçadas a prestar favores sexuais e a conviver com menores exploradas. O dinheiro fica para o cafetão e, se alguém denunciar, corre risco de morte. Embora criminosa, esta cena não é tão excepcional quanto parece –ela faz parte do cotidiano de muitas cidades brasileiras.

No Brasil, prostituição não é crime, é uma profissão legalizada. Ilegais são as casas de prostituição, o que dá margem aos mais diversos tipos de abusos e corrupção.

De olho no aumento da exploração sexual durante a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) protocolou um projeto de lei na Câmara dos Deputados para regularizar a profissão das prostitutas. Ele quer que a proposta seja aprovada até 2014, para evitar a proliferação de casos como o divulgado no último dia 10, quando uma  jovem conseguiu fugir de uma casa onde era explorada sexualmente e mantida em cativeiro, em São Paulo.

Não é a primeira vez que uma iniciativa como a de Wyllys é levada a cabo no Brasil. O ex-deputado Fernando Gabeira (PV-RJ) já havia protocolado um projeto semelhante durante seu mandato (1995-2011), mas o texto foi arquivado após ele deixar a Câmara. Agora, o diálogo com as prostitutas voltou a ganhar força, com a expectativa gerada por estes dois grandes eventos esportivos.

Em entrevista ao UOL, Jean Wyllys explicou a necessidade de um projeto como este, enfatizando sempre a urgência da regularização das casas onde são prestados serviços sexuais e a diferença entre prostituição e exploração sexual.

UOL – Por que um projeto de lei que regulamente o trabalho das prostitutas?
Jean Wyllys – Há uma demanda pelo serviço sexual das prostitutas e dos prostitutos, pois a prostituição não é só feminina. Essas pessoas existem, elas são sujeitos de direitos. As prostitutas se organizaram em um movimento político nos anos 70 e início dos anos 80, um movimento que no Brasil foi encabeçado principalmente pela Gabriela Leite, fundadora da grife Daspu e presidente da ONG Da Vida. O projeto é um esforço de atender à reivindicação deste movimento. Tais reivindicações estão em absoluto acordo com a minha defesa pelas liberdades individuais, pela defesa dos direitos humanos de minorias, ou seja, não é uma pauta alienígena ao meu mandato, ao que eu defendo, como os direitos sexuais e reprodutivos da mulher, a descriminalização das drogas e os direitos dos LGBTs. Já houve uma tentativa de atender à demanda deste movimento antes [com o ex-deputado Gabeira], e eu retomei. Então temos uma segunda tentativa agora, com um projeto mais bem-elaborado e construído em parceria com o movimento social. Antes de eu protocolar esse projeto, ele foi submetido a várias reuniões com lideranças do movimento das prostitutas e com feministas. Foi um projeto amplamente discutido.

UOL – Em que pé está a tramitação do projeto na Câmara?
Wyllys
 – O projeto está agora na Comissão de Direitos Humanos e Minorias, onde será relatado pela deputada Érika Kokay (PT-DF), que é favorável a ele. Em seguida, vai para a Comissão de Seguridade Social e Família e, depois, para plenário. Mas esse projeto tem um objetivo maior, que é garantir dignidade às profissionais do sexo, reconhecer seus direitos trabalhistas. Atualmente, elas não contam com dignidade, são exploradas por redes de tráfico humano, por cafetões e por proxenetas. Por que isso acontece? Porque a prostituição não é crime no Brasil, mas as casas de prostituição são. E são poucas as prostitutas que trabalham de maneira absolutamente autônoma, sem precisar de um entorno e de relações. Então, a maioria delas acaba caindo em casas que operam no vácuo da legalidade. O projeto quer acabar com isso. Garantir, portanto, direitos trabalhistas e uma prestação de serviço em um ambiente absolutamente seguro. Outro objetivo do projeto é o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. Um erro muito cometido pela imprensa, um erro comum, é falar em prostituição infantil. Não existe prostituição infantil. A prostituição é uma atividade exercida por uma pessoa adulta e capaz. Se uma criança faz sexo em troca de dinheiro, em troca de objetos, seja lá o que for, esta criança está sendo abusada sexualmente, e exploração sexual é crime. Atualmente, muitas crianças são exploradas em casas de prostituição, justamente porque essas casas são ilegais, elas não têm fiscalização. Quando a polícia consegue investigar uma casa, o policial acaba recebendo propina. E as prostitutas adultas não podem sequer denunciar. Se denunciarem, o proxeneta mata. É uma situação que não pode continuar. O que pode resolver este estado de coisas é um projeto que regulamente a atividade das prostitutas e torne legais as casas de prostituição.

UOL – Então o projeto está focado na legalização das casas?
Wyllys – 
Exatamente, porque a prostituição não é crime no Brasil. A prostituição é estigmatizada e marginalizada, mas não é crime o que a prostituta faz, ela não é uma criminosa. O que é crime, segundo o Código Penal, é a casa de prostituição. Só que, ao fazer da casa de prostituição um crime, a prostituta é taxada como criminosa, porque nenhuma prostituta é autônoma a ponto de trabalhar sozinha. E, embora a casa de prostituição seja crime, eu, você, toda a imprensa e a polícia sabe que há casas de prostituição funcionando. Se estão funcionando no vácuo da legalidade, alguém está permitindo que funcionem assim, alguém está recebendo propina para não denunciá-las. Temos aí o crime da corrupção policial como um crime decorrente da ilegalidade das casas. Então, é melhor para todo mundo que as casas operem na legalidade, que o Estado possa recolher impostos, fiscalizá-las, levar políticas públicas de saúde da mulher e, sobretudo, proteger as crianças e adolescentes.

UOL – O projeto de lei contempla apenas prostitutas mulheres acima dos 18 anos ou outras formas de prostituição, como a masculina e a de travestis?
Wyllys – 
Todas as pessoas adultas e capazes, incluindo as mulheres transexuais, as travestis e os garotos de programa. Então, a ideia é para todos, é um projeto que vai se aperfeiçoar na medida em que ele for sendo relatado, porque a cada relatoria novas questões vão sendo incorporadas. Num primeiro momento, eu ouvi muito mais as mulheres, é verdade, porque esse movimento está organizado desde o final dos anos 70. Os garotos de programa não se mobilizaram em um movimento político, eles existem como um coletivo disperso.

UOL – Há um prazo para o projeto ir a plenário?
Wyllys – 
Não, não há um prazo, porque tem a tramitação nas comissões. Eu vou colocar todas as minhas relações na Câmara para fazer o projeto tramitar, e é claro que eu vou contar com aliados, porque haverá uma bancada que provavelmente vai se opor ao projeto, e vai se opor por puro moralismo. A oposição que eu vou ter é esta, é uma oposição moral. Mas eu vou concentrar todos os meus esforços para fazer o projeto tramitar o mais rápido possível, antes da Copa do Mundo. Talvez converse com as lideranças da bancada do PT, que são prováveis aliados, com bancadas de esquerda e com a bancada feminina, que é uma bancada controversa, porque não há um consenso nesta bancada sobre a prostituição.

UOL – Quais as principais barreiras para a aprovação do projeto no Congresso?
Wyllys – 
Essa bancada moralista, a bancada conservadora que reúne evangélicos fundamentalistas, católicos fundamentalistas e conservadores laicos, que não são católicos nem evangélicos, mas são conservadores, hipócritas, moralistas.

UOL – E as principais barreiras na sociedade na luta pelos direitos das profissionais do sexo?
Wyllys – 
Eu não sei dizer, não vou falar em nome de toda a sociedade, detesto essa generalidade. A sociedade é muito diversa para eu falar em nome dela. O que posso dizer é que, desde que protocolei esse projeto, tenho recebido reações de apoio que me surpreendem, que vêm de pessoas que eu nem esperava que fossem apoiar. E, ao mesmo tempo, claro que apareceram vozes dizendo que o deputado Jean Wyllys quer incentivar a prostituição. É um discurso rasteiro. Eu não quero incentivar a prostituição, as prostitutas existem, elas estão aí prestando serviço, e, se há um serviço, há demanda. A sociedade que estigmatiza e marginaliza a prostituta é a mesma sociedade que recorre a ela. Eu não estou inventando este estado de coisas. Na narrativa mais antiga produzida pela humanidade, a prostituição já é citada. Não é à toa que dizem que é a profissão mais antiga do mundo. Eu quero dar dignidade a estas profissionais, sobretudo o proletariado. Pois aquela prostituta de classe média alta que divide um apartamento no Rio ou nos Jardins de São Paulo talvez seja menos vulnerável que o proletariado da prostituição, que depende das casas e de exploradores sexuais. Eu quero proteger os direitos delas, garantir a dignidade e combater a exploração sexual de crianças e adolescentes. Qualquer pessoa de bom senso entende isso e se coloca a favor do projeto. Quem tem se colocado contra é quem quer deturpar deliberadamente o projeto ou pessoas muito moralistas, que acham que a prostituição é um mal em si. E aí não adianta você argumentar que é uma questão de liberdade individual, que uma pessoa adulta pode escolher ser prostituta. Se as pessoas não compreendem isso, vão achar sempre que a prostituição é uma desgraça.

UOL – Que situação o senhor visualiza no Brasil durante a Copa e as Olimpíadas?
Wyllys – 
Eu acho que vai haver um aumento da demanda por serviços sexuais, porque haverá muito mais turistas. As pessoas vão prestar esses serviços, então que elas prestem os serviços dentro de regras mínimas, que proteja tanto um quanto outro. Quantos turistas não são levados por redes de exploradores de prostitutas, em que elas servem de laranja para um crime? É para proteger ambos os lados, não só o lado de quem oferta o serviço, mas também de quem demanda.

UOL – O senhor conversa com prostitutas sobre as perspectivas para esses dois eventos esportivos?
Wyllys – 
Sim, claro. Como eu disse, esse projeto foi construído com elas. Estive com prostitutas no Pará, na Bahia, no Rio de Janeiro, em Minas Gerais. E por meio de redes sociais. É uma demanda das prostitutas, que encontraram no meu mandato o diálogo que elas tinham antes com o Gabeira. Eu sou o único deputado hoje que pode abrir o mandato para essa demanda. Os deputados têm medo dessa pauta, têm medo de serem estigmatizados por essa pauta, de serem difamados e de perder as eleições. Eu não tenho medo de perder as eleições, não nasci deputado, sou professor universitário e jornalista. Se eu não conseguir me reeleger na próxima eleição, tenho meu trabalho, minha profissão. Então, eu não vou temer defender uma minoria. As prostitutas têm uma perspectiva em relação à Copa do Mundo e às Olimpíadas de que a exploração vai aumentar, elas vão ser expostas a uma violência ainda maior, a integridade das crianças e adolescentes vai estar ainda mais ameaçada.

UOL – Como o senhor avalia o surgimento de movimentos neofeministas como o ucraniano Femen, que realiza protestos na Europa contra a prostituição?
Wyllys – 
Existem feminismos no plural, e não feminismo. Eu não vou falar do Femen, porque não conheço essas meninas, para além de elas colocarem o peito na rua. Mas eu conheço o feminismo de longa data, eu me considero feminista e tenho muitas amigas feministas. Há um feminismo de viés esquerdista e socialista que é abolicionista, ou seja, quer abolir a prostituição, porque considera a prostituição um subproduto do regime capitalista. Esse discurso é equivocado, na medida em que antes do capitalismo já existia a prostituição. De mais a mais, todos somos mercadoria numa sociedade capitalista, todos nós vendemos a nossa força de trabalho, utilizamos o nosso corpo para empreender e executar esse trabalho. Não é por conta disso que a gente vai negar a uma categoria os direitos trabalhistas. O outro equívoco desse feminismo socialista é que ele advoga pela autonomia da mulher sobre o seu corpo, e aí quer tutelar o corpo da mulher dizendo que ela não tem o direito de prestar um serviço sexual com o seu corpo. Que história é essa? Então você faz um discurso de que quer libertar a mulher e de que a mulher é dona de seu corpo, que não se pode tutelar o corpo da mulher, para tutelar o corpo da mulher? Ora. Tanto é que na França há um embate entre a ministra dos Direitos das Mulheres [Najat Vallaud-Belkacem, que é feminista abolicionista] e o movimento das prostitutas, que dizem “nós escolhemos ser prostitutas, não somos vítimas. A gente só quer trabalhar com dignidade e garantir os nossos direitos”. Ou seja, a mulher tem que ter autonomia sobre o seu corpo, inclusive para se prostituir, se ela quiser. E há ainda um terceiro ponto no discurso dessas feministas, que as coloca ao lado da Igreja. Se estas feministas lutam pelo direito ao aborto, como elas podem dar mão à igreja contra o direito à prostituição? Não lhe parece um paradoxo, que elas defendam o direito ao aborto e neguem à mulher o direito a se prostituir? Isso é moralismo e um policiamento da sexualidade feminina.

 

afrodite-venus_de_beaugereauhera 3 Deusa Hera

 

São Paulo Futebol Clube conquista o Universo!

“Agora é o primeiro clube brasileiro a lançar sua nova camisa no espaço.”

“O único clube brasileiro a conquistar o universo.”

Super São PauloMascote SPFC Supersão paulo conquista o universo são paulo mascotesão paulo deuscamisa do são paulo conquista o universo

Grandes Batalhas LVI: Deuses caolhos! Hórus vs Odin: quem se sai melhor com a deficiência visual?

Hórus:

Segundo uma lenda, o olho esquerdo de Hórus simbolizava a Lua e o direito, o Sol. Durante uma luta, o deus Seth arrancou o olho esquerdo de Hórus; mesmo assim este venceu aquele e se tornou o soberano do Egito. Ou seja, Hórus é um guerreiro.

Odin:

Ávido por conhecer todas as coisas, quis beber da fonte da Sabedoria, onde o freixo Yggdrasill mergulha uma das raízes; mas Mímir, seu tio, o guardião da fonte, sábio e prudente, só lhe concedeu o favor com a condição de que Óðinn lhe desse um de seus olhos. Ou seja, Odin é um obstinado.

Ambos demonstram grande poder e determinação, tanto que lideram os respectivos panteões; e provam que uma mera deficiência física não pode ser obstáculo para o exercício da cidadania, para se ter uma vida normal, para participar da vida pública ou mesmo para guerrear, rsrsrs.

horus vs sethodin 40px-odin55

Grande batalhas LV: Casais fofos. Aponte o melhor modelo de casamento.

Para quem pretende casar… rsrsrs

poseidon e anfitritehades e persefonehades e perséfone Deep in the Underwoldhades e o rapto de proserpina -goiordanohera Zeus e Herazeus e herahera e zeuszeus e hera zeus_and_hera_by_dewmanna-d4lgsxjhades_and_persephoneposeidon e anfitriteposeidon e anfitrite Nicolas Poussin - Triunfo de Poseidon e Anfitrite,poseidon e anfitrite, amor à primeira vista

Grandes batalhas LIV: Os bichinhos de estimação de Poseidon. Poseidon está com muito trabalho e quer doar um dos pets. Escolha o seu!

CARIBDIS

cila e caribdis.jpg 2cila e caribdis

Caríbdis (em grego antigo Χάρυβδις) era um monstro marinho protetor de limites territoriais no mar. Em outra tradição, seria um turbilhão criado por Poseidon.

Em tempos mais antigos, Caríbdis era mais ligado a lendas de marinheiros e pescadores do que a própria mitologia grega. Homero posicionou-a como entidade mitológica, tirando-a de simples lenda regional. Homero a chamava de “a divina Caríbdis“, usando o mesmo adjetivo aplicado à bela ninfa das cavernas, Calipso.

Durante sua existência como ninfa, Caríbdis se caracterizava por uma voracidade extrema. Quando Héracles passou perto de Messina, levando os bois de Gerião, roubou alguns dos animais e devorou-os. Ao tentar investir contra o herói, que tentava recuperar seu gado, Caríbdis foi fulminada por Zeus com um raio, e lançada às profundezas do mar, onde se transformou em um monstro marinho.

Na tradição mitológica grega, Caríbdis era habitualmente relacionada a Cila, outro monstro marinho. Os dois moravam nos lados opostos do estreito de Messina, que separa a Itália da Sicília, e personificavam os perigos da navegação perto de rochas e redemoinhos. No cimo do rochedo, que não era tão alto quanto o penedo oposto de Cila, erguia-se uma figueira negra. Caríbdis propriamente dita ficava fora da vista. Três vezes por dia sorvia as águas do mar e três vezes por dia tornava a cuspi-las.[2]

Quando Odisseu passou pelo estreito de Messina, foi arrastado pelo turbilhão de Caríbdis, após um naufrágio provocado pelo sacrilégio cometido contra os bois de Hélios. Conseguiu, porém, agarrar-se à figueira que ficava em frente à gruta do monstro e depois agarrar-se a um mastro do navio naufragado, conseguindo escapar e prosseguir sua viagem.

Cila

cila 220px-Johann_Heinrich_Füssli_054CILA

Versão de Ovídio

Segundo o poeta romano Ovídio, Glauco era um humano que as divindades aquáticas resolveram transformar em uma criatura do mar, com uma barba verde-acinzentada, largos ombros, braços azulados, pernas curvadas com nadadeiras na extremidade. Ele se apaixonou pela ninfa Cila, que apavorada com sua aparição, põe-se a fugir, pelas águas, pelas rochas, pelas cavernas submarinas. Mas o amor do pobre Glauco era imenso e, desesperado, e ele se lança em perseguição da bela ninfa, implorando, aos prantos, que lhe conceda um pouco de atenção. Impassível às suas súplicas, Cila continua sua fuga, escondendo-se num lugar tão inacessível que jamais Glauco conseguiria encontrá-la. Depois de inúteis buscas, Glauco é obrigado a reconhecer sua derrota. Apenas algum poder superior lhe facultaria conquistar o afeto da formosa ninfa. Abatido, torturado, Glauco dirige-se à ilha de Ea, onde morava Circe, a feiticeira, e roga-lhe que o ajude a conquistar sua amada. Circe promete atendê-lo, mas acaba enamorando-se pelo deus marinho. Como Glauco a rejeita, agora é Circe quem põe-se a percorrer os mares, sem descanso atrás de seu amado. Como encantos de mulher revelam-se insuficientes, ela recorre a seus poderes de feiticeira, e decide transformar Cila em uma criatura tão horrenda e repulsiva que todo o amor de Glauco haveria de transformar-se em aversão. Sem ser vista, Circe derrama veneno nas águas de uma fonte onde a ninfa costumava banhar-se e retorna para a ilha de Ea onde aguarda pelos resultados. Quando Cila mergulha na água enfeitiçada seu belo corpo começa lentamente a transformar-se. Monstros horrendos surgem à sua volta, com ensurdecedor alarido. Aterrorizada, a ninfa procura afastá-los e fugir. Então descobre que os monstros são parte de si mesma, nascem de seu corpo. Desesperada corre ao encontro de Glauco e em seus braços chora longamente. Ele também lamenta a beleza perdida, mas recusa-se a permanecer com a antiga ninfa, pois o grande amor não existe mais.

Cila retira-se para longe e vai viver no estreito de Messina, entre a Sicília e a Itália, aterrorizando os mortais que antes a cortejavam, deslumbrados com sua extraordinária beleza. Na ilha de Ea, Circe inutilmente espera o retorno de Glauco. Revoltado com sua traição e crueldade, Glauco jamais quis visitá-la, passando toda a existência cultivando a lembrança de uma ninfa bela e doce, que um dia se perdeu nos feitiços do ciúme.

O aterrorizante monstro marinho em que Cila se transformou tinha o torso de uma bela mulher mas, em volta da cintura, possuía seis cabeças de serpente com três fileiras de dentes e um círculo de doze cães ladradores. Os cães a alertavam quando um navio estava passando, de forma que ela pudesse capturar os navegantes.

Versão de Homero, na Odisseia

Segundo a Odisséia de Homero, para quem Cila era filha do rio Cráteis, quando a nau de Odisseu passou junto à gruta onde Cila se escondia, os cães saltaram e devoraram seis de seus companheiros.

CETO

ceto mitologia

Ceto é uma das divindades marinhas filhas de Pontos, Titã do Mar e de Gaia, a Mãe Terra. O nome Cetus, que significa “monstro”, é como os antigos gregos denominavam as baleias, que para eles eram monstros marinhos.

Segundo Hesíodo, em sua Teogonia, Ceto era uma deusa extremamente bela que gerou filhas belas porém perigosas e odiadas pelos deuses.

Todavia, como é comum às divindades marinhas, Ceto possui um aspecto dual: enquanto era considerada dona de uma beleza divina, também eram vista com um monstro abissal capaz de gerar outros monstros iguais a si: as Górgonas, as Gréias e o dragão insone Ládon. Já Equidna, também sua filha, era uma criatura ambígua, com tronco de uma bela ninfa e cauda de serpente em lugar dos membros.

Ceto é então a personificação dos horrores e formas estranhas, coloridas e exuberantes que o mar pode produzir e revelar para os homens.

LEVIATÃ

Leviathan_by_GENZOMAN

Leviatã (Leviathan ou Leviatha) é dado na demonologia como um dos quatro príncipes coroados do inferno. É o monstro marinho bíblico, de enormes proporções e rei de todas as criaturas do mar. Seu nome vem do hebraico, e significa literalmente; Serpente Tortuosa, uma referência tanto a sua natureza animalesca como ao seu aspecto oculto.  Seu arquétipo referê-se a brutalidade, ferocidade e aos impulsos mais selvagens e incontidos da humanidade.

A descrição visual de Leviatã é sempre a de uma criatura abissal de proporções gigantescas.

KRAKEN

kraken The_Kraken_by_JSMarantz

O Kraken era uma espécie de lula ou polvo gigante que ameaçava os navios no folclore nórdico. Este cefalópode tinha o tamanho de uma ilha e cem braços, acreditava-se que habitava as águas profundas do Mar da Noruega, que separa a Islândia das terras Escandinavas, mas poderia migrar por todo o Atlântico Norte. O Kraken tinha fama de destruir navios, mas só destruía aqueles que poluíam o mar e navios de piratas.

O Kraken também pode ser visto na mitologia grega como um polvo gigante com membros humanóides com uma armadura impenetrável e que habitava uma caverna submersa. As histórias de Krakens tinham fundamento, tal como muitas outras histórias de seres fantásticos, numa má observação da fauna, no caso dos Kraken provavelmente em ataques de lulas gigantes ou lulas colossais. Um bom exemplo dessa teoria são as sereias, cujos responsáveis são os registos visuais de dugongos e focas de longe, em nevoeiros.

O Kraken era uma criatura tão temida pelos marinheiros quanto as ferozes Serpentes Marinhas.

HIPOCAMPO

HipocampoHipocampo _color_by_IoanCuza

O Hipocampo (Grego: hippos = cavalo, kampi = monstro) é uma criatura mitológica partilhada pela mitologia Fenícia e Grega. Tem tipicamente sido descrito como cavalo na parte anterior do seu corpo como peixe na parte posterior como a cauda de um peixe escamoso, como um cavalo-marinho.

Na mitologia grega, o hipocampo servia de companhia e montaria às nereidas e de animal de tração ao carro de Poseidon. Seres com características semelhantes aparecem na arte de outras culturas, inclusive a Mesopotâmia e a Índia. Também foi representado em bronzes, prataria e pinturas da Antiguidade romana ao período barroco.

Criados por Poseidon a partir da espuma do mar, são animais com caudas de peixe brilhantes, semelhantes ao arco-íris, e a parte frontal de seus corpos são de corcel branco. Os hipocampos são as montarias do exército de Poseidon. Homero associa Poseidon, que era o deus dos cavalos, tremores na terra e no mar, causados pelos cascos de bronze dos cavalos sobre a superfície do mar, e Apolónio de Rodes, sendo conscientemente arcaico em Argonautica, descreve o cavalo de Poseidon que emerge do mar e galopando para longe do outro lado das areias líbias. Em imagens helenísticas e romanas , no entanto, Poseidon (ou Netuno) muitas vezes leva uma carruagem marítima puxada por hipocampos. Assim, hipocampos são associados com esse deus em ambas as representações antigas e as mais modernas, como nas águas do século 18 na Fonte de Trevi em Roma.

O aparecimento de hipocampos em água doce e água salgada é contra-intuitivo para uma audiência moderna, embora não a antiga. A imagem grega do natural ciclo hidrológico não tem em conta a condensação de água na atmosfera em forma de chuva para reabastecer o lençol freático , mas imaginou a água do mar sendo “reabastecida” através de cavernas e aqüíferos. Venicio Silva Araujo

Anos chineses. Astrologia chinesa. Escolha seu animal guardião!

Antes de votar no seu animal guardião preferido, vide as infomações básicas sobre cada animal do horóscopo chinês. Todas elas retiradas da Wikipédia e que no futuro serão atualizadas por novas pesquisas.

Rato

ano chinês rato

Criativo, solucionador de problemas, imaginativo, trabalhador hiperativo e respeitado por sua capacidade em resolver situações difíceis. Intuitivo, com a capacidade de adquirir e preservar coisas e valores. A personalidade exterior é certamente atraente, mas sob a superfície freqüentemente reside um caráter astucioso e oportunista. Em questões financeiras são erráticos, vivendo com pouco, gastando menos e pesquisando preços quando o dinheiro é escasso, mas gastando prodigamente em vez de poupar, em épocas de abundância.

Tipos de Ratos

  • Metal: auto-confiantes, esforçados, prestativos, solucionadores de problemas, individualistas e com dificuldade em expressar seus pontos positivos.
  • Madeira: amantes da liberdade, imaginativos, altamente fundamentados e sem muitos amigos próximos.
  • Água: introvertidos, criativos, aventureiros até encontrar um porto seguro, sistemáticos e crentes na justiça.
  • Fogo: simpáticos, agressivos, sem se importar com as conseqüências oriundas de suas más ações. Com um pouco de “controle”, ganhariam mais amigos.
  • Terra: materialistas, esforçados e detestam rotina. Não desistir ao encarar uma derrota os levarão ao sucesso.

Tigre

ano chinês tigre

Fortes, nobres, agressivos, independentes e corajosos. Também tendem a ser egoístas e de pavio curto. Negócios agressivos lhes trarão melhores resultados. É de se esperar que tigres sejam bem sucedidos em vendas, administração de pessoal e carreiras uniformizadas.

Tipos de Tigre

  • Metal: enérgicos, têm dificuldades em expressar a própria opinião, ambiciosos e maus diplomatas. Relaxar e aproveitar a vida lhes trarão mais divertimento.
  • Madeira: gentis, amistosos, obterão mais amigos chegados se relaxarem um pouco. Devem expressar seu talento quando a oportunidade surgir.
  • Água: esforçados, responsáveis, ambiciosos, auto-confiantes. Expressar o próprio talento os conduzirá ao sucesso.
  • Fogo: extrovertidos, enérgicos, observadores; diminuir o ritmo e relaxar os levarão a progressos subseqüentes.
  • Terra: auto-condescendentes, não-ambiciosos, encara as coisas muito literalmente. Um pouco de agressividade os conduzirá ao sucesso.

Búfalo (ou boi)

ano chinês do búfalo

Gentis, amantes da paz, possuem grande força física que os torna perigosos quando zangados. Conservadores, independentes, confiando e aceitando os outros por aquilo que são. Eles podem ser pouco românticos, mas não há falta de afeto para uns poucos amigos escolhidos. Nos negócios, eles freqüentemente trazem prosperidade – não através de imaginação empreendedora e risco, mas como resultado de pensamento lógico, praticidade resoluta e constância honesta.

Tipos de Búfalo

  • Metal-nobre: honestos, esforçados, opiniosos, inflexíveis, crédulos; se conseguirem relaxar, chegarão ao sucesso.
  • Madeira preta: geniosos, conservadores, não se importam com as conseqüências de seu temperamento vulcânico. Um pouco de “cabeça fria” lhes granjearia mais amigos.
  • Água verde: pacifistas, bons ouvintes, bons amantes e sem ambições pelo próprio progresso.
  • Fogo: gentis, sociáveis, enérgicos. Se conseguirem relaxar e aceitar as mudanças, chegarão ao sucesso.
  • Terra boa: preferem uma vida estável e pacífica. Não são ambiciosos, mas trabalham duro.

Coelho

ano chinês do coelho

Simples, afetuosos, atraentes para o sexo oposto, talentosos e ambiciosos. Realistas quanto às suas características, deixam o papel de líder para o mais forte. Tradicionalmente associado à boa visão e um excelente juiz de caráter, com um instinto para reconhecer a sinceridade nos outros e uma habilidade quase paranormal em detectar falsidade. Nos relacionamentos pessoais, mesmo as fraudes mais inocentes serão identificadas quase que no momento em que forem perpetradas.

Tipos de Coelho

  • Metal: esforçados, ambiciosos, bons planejadores, adoram ajudar os outros, confiantes; devem relaxar para evitar um colapso nervoso.
  • Madeira: gentis, bondosos, menos ambiciosos, amantes da paz e da natureza, devem desenvolver seu lado artístico para chegar ao sucesso.
  • Água: carentes de ambição, contentes consigo mesmos, tendem a escapar da realidade se as coisas não correm de acordo com seus desejos.
  • Fogo: passionais, sociáveis, têm sempre um sorriso no rosto; não são bons de planejamento.
  • Terra: pacifistas, esforçados, realistas e sem ambição.

Cavalo

ano chinês do cavalo

O cavalo adora a vida, tem muito “sex appeal”, é charmoso, esperto, popular e bem-humorado. No lado sério, eles são esforçados, tenazes e leais. Tipos-cavalo são falastrões e gostam de conversar, embora nem sempre tenham idéias prontas. As últimas notícias são sempre um bom movimento de abertura, e o cavalo é sempre perspicaz em ouvir a opinião das outras pessoas. Todavia, preconceitos longamente sedimentados são difíceis de desalojar. O amor pelo convívio social permanece como a força mais importante na vida do cavalo, e qualquer que seja a carreira que ele escolha, ela idealmente envolverá ligações próximas com outros.

Tipos de Cavalos

  • Metal: confiáveis, vasta gama de interesses, esforçados, bons líderes e capazes de tirar o melhor das oportunidades oferecidas.
  • Madeira: introvertidos, baixa auto-confiança, imaginativos; abrir-se e comunicar-se com os outros levará à uma vida melhor.
  • Água: sabem como agarrar o melhor das oportunidades, charmosos, confiantes. Abordagem sistemática em conjunto com disposição para aceitar conselhos levarão ao sucesso.
  • Fogo: enérgicos, sacrificarão qualquer coisa para realizarem suas ambições.
  • Terra: objetivos, sem ambição, gostam de boa vida. Se um plano de longo prazo for aplicado, levará ao sucesso.

Cabra

ano chinês da cabra

Com sua testa reforçada e chifres, o carneiro representa força e resistência. Ele é confiante, perseverante e protetor dos fracos. Como procura não julgar os outros, é confortável estar com o carneiro e sua prima, a cabra. A natureza do carneiro é melhor percebida em seu talento artístico. Carneiros podem ser um tanto detalhistas, o que explica em muitos aspectos o porquê de suas naturezas criativas não serem totalmente exploradas. O carneiro pode envolver-se, profissional ou voluntariamente, em trabalho social de algum tipo, enquanto sua sensibilidade artística pode levar a uma carreira na música ou nas artes.

Tipos de Cabras/Carneiros

  • Metal: opiniosos, têm dificuldade em aceitar a realidade, sistemáticos, acreditam na justiça e irão discutir uma questão até as últimas instâncias. Perturbam-se facilmente com estranhos e deveriam aprender a relaxar.
  • Madeira: amáveis, generosos, sempre procuram ver o lado bom das coisas quando uma crise se instala, sempre pensam primeiro nos outros.
  • Água: amáveis, auto-controlados, valorizam a amizade, colocam os outros em primeiro lugar, auto-confiantes, nunca fogem das dificuldades e sempre completam suas tarefas.
  • Fogo: agressivos, ambiciosos, corajosos, sempre reivindicam o crédito devido e não gostam de reconhecer as próprias falhas.
  • Terra: meticulosos mas desconfiados das habilidades alheias; trabalham duro para a melhoria de suas condições materiais, mas sem ambicionar o próprio desenvolvimento.

Macaco

ano chinês do macaco

O macaco é inteligente, tem senso de humor e originalidade; prático, cumpre seus planos com sucesso. Também é curioso, observador, amigável e introvertido. Geralmente, são extremamente versáteis e podem se sair bem em praticamente qualquer coisa. Todavia, o sucesso pode facilmente subir-lhes à cabeça, acentuando uma arrogância latente que freqüentemente afasta os amigos. Mas não demora muito para que o humor agradável e outras qualidades sociais dos macacos os tragam de volta. Macacos mais velhos e sábios são capazes de canalizar suas imaginações energéticas e férteis na solução de problemas extremamente complexos.

Tipos de Macacos

  • Metal (1860, 1920, 1980): assumem riscos, esforçam-se para alcançar seus objetivos, independentes e amantes da liberdade.
  • Madeira (1884, 1944, 2004): talentosos, criativos, amáveis, chegarão ao sucesso se tiverem auto-confiança.
  • Água (1872, 1932, 1992): pacientes, raciocinam rápido, aventureiros, populares nos círculos sociais e reconhecem oportunidades.
  • Fogo (1896, 1956, 2016): charmosos, agressivos, impetuosos, ambiciosos; reconhecer as próprias falhas e aceitar conselhos os levarão ao sucesso.
  • Terra (1908, 1968, 2028): engraçados, apreciadores de novidades, não são inclinados à aventuras e nem tomam a iniciativa com o sexo oposto quando surge um relacionamento.

Galo

ano chinês do galo

O galo cumpre suas tarefas conscienciosamente e quando se defronta com um adversário, combate bravamente. Sempre ocupado, aparentemente auto-focado, é sensível e atencioso com os amigos. O galo é alerta, unindo meticulosidade essencial com atenção precisa aos detalhes. Os problemas começam quando muitos projetos são atribuídos a ele; inevitavelmente, o menos problemático acaba sendo posto de lado. Nos negócios ou relacionamentos pessoais, os membros mais quietos e reservados do círculo social ou familiar do galo podem acabar sendo negligenciados ou esquecidos.

Tipos de Galos

  • Metal: opiniosos, inflexíveis, altamente fundamentados; se relaxarem, chegarão ao sucesso.
  • Madeira: amáveis, entusiastas, baixa auto-confiança, superestimam conseqüências, têm dificuldade em aceitar desafios.
  • Água: ambiciosos, francos, auto-confiantes, aventureiros, protetores, não levam em consideração as conseqüências para os outros mas apenas os próprios objetivos.
  • Fogo: apreciam elogios, gostam de uma vida de luxos, esforçados, raramente ficam em casa e têm poucos amigos chegados.
  • Terra: conservadores, temperamentais, pouco ambiciosos.

Cão (cachorro)

ano chinês do cão

Leal, confiável, compassivo, protetor e sempre pronto para ajudar. Fortemente defensivo no que diz respeito à família e amigos, não se segura quando vê pessoas sendo difamadas; mas, por vezes, a recusa em ouvir avisos quanto ao comportamento de crianças ou outros entes amados, pode levar a sérios problemas domésticos. Está sempre pronto a ouvir as queixas alheias e tem sempre um ombro pronto para que chorem nele. Suas raras demonstrações de ira são quase sempre justificadas, mas erros são rapidamente esquecidos e ressentimentos só são mantidos contra aqueles fora do círculo íntimo da família e dos amigos.

Tipos de cão

  • Metal: leais, trabalham com a intuição; se aprenderem a se acalmar e controlar despesas, chegarão ao sucesso.
  • Madeira: independentes, criativos, protetores; se confiarem mais em si mesmos, chegarão ao sucesso.
  • Água: ativos, charmosos, sociáveis, sistemáticos, aceitam conselhos de amigos e têm um monte de amigos chegados.
  • Fogo: intratáveis, bondosos, pacientes; o controle do temperamento os conduzirá ao sucesso.
  • Terra: possuem ambições materialistas, são esforçados; usam o relacionamento com os amigos para obter sucesso; não têm muitos amigos chegados.

Porco (javali)

ano chinês do javali

São corajosos, independentes, temperamentais, não gostam de compromissos, solitários e têm poucos amigos, que conservarão por toda a vida. Possuem grande força interior e resistência. Nos negócios, são os finalizadores que dão os toques finais a um projeto, e neste aspecto, podem se tornar extremamente bem sucedidos financeiramente. Por outro lado, são ingênuos e crédulos, tornando-se presa fácil de vigaristas. O porco está sempre cercado por uma aura de mistério. Naturalmente, exerce domínio sobre as outras pessoas, embora pouco fale e muito observe. Sua natureza desconfiada e arredia esconde emoções fortes. Profissões que envolvem proteção, como enfermagem ou aconselhamento. Senão, a preocupação genuína do porco pelos outros se tornará evidente através de trabalho voluntário e uma boa vizinhança. Além disso personifica a paciência, é franco honesto, verdadeiro, leal e amoroso, embora as vezes preguiçoso.

Tipos de Porcos

  • Metal: ambiciosos, calmos, materialistas, sociáveis, utilizarão quaisquer meios para atingir seus objetivos. Se for menos agressivo, terá mais amigos.
  • Madeira: temperamentais, esforçados, possuem mundos próprios e usam seus relacionamentos com os amigos para obterem sucesso.
  • Água: amáveis, pacifistas, ambiciosos, esforçados, ajudam os outros e têm muitos amigos.
  • Fogo: temperamento difícil, aventureiros, esforçados, têm dificuldade em aceitar críticas e se utilizarão de quaisquer meios para atingirem seus objetivos.
  • Terra: caseiros, esforçados, materialistas e realistas.

Cobra (Serpente)

Ano chinês Serpente

Intelectuais, perspicazes, passionais e de vez em quando, temidos. As mulheres são conhecidas por seu cérebro e beleza. Tipos-serpente também gostam de dar a impressão de que sabem mais sobre um assunto do que pretendem divulgar, e enquanto um senso estrito de propriedade lhes previne de contar mentiras, não são contra fazer jogo duplo quando isso lhes interessa. Sua habilidade em colher informações sugere uma aptidão para pesquisa, detecção ou trabalho acadêmico, áreas que deverão satisfazer seu cérebro analítico. Atividades sociais ou domésticas geralmente precisarão serem talhadas para levar em conta sua poderosa sensualidade.

Tipos de Serpente

  • Metal: opiniosos, egoístas, esforçados, têm dificuldade em receber críticas. Possuem poderosa força de vontade e farão qualquer coisa para realizar suas ambições.
  • Madeira: imaginativos, criativos, amigáveis, usam seus relacionamentos pessoais para atingirem seus objetivos; “paciência” os levará ao sucesso.
  • Água: introvertidos, bem-humorados, calmos, gentis e honrados, mas sua falta de ambição e entusiasmo resultam de estarem despreparados para tirar o melhor das oportunidades que se apresentam.
  • Fogo: personalidade forte e geniosa, sem se importar com as conseqüências oriundas de suas más ações. “Vá devagar e pense duas vezes” para conseguir mais amigos.
  • Terra: amigável, conservador, sonhador, mas com dificuldade em aceitar mudanças.

Dragão

ano chinês do dragão

São considerados no zodíaco oriental, superiores a todos os signos animais restantes. Exóticos, intencionais, elegantes e com uma inclinação para o oculto onde todos lhe pertencem. O poderoso e magnífico dragão do folclore mítico nunca cessa de encantar ou agitar a imaginação, por isso está presente em tantas culturas, adorado ou odiado Muitos reis e imperadores o adotaram como símbolo tanto no ocidente quanto no oriente. Diz-se que, algumas de suas qualidades mágicas, ilusórias ou não, estão contidas naqueles que nascem sob o seu signo. O nativo de dragão é magnânimo, cheio de vitalidade e de força. A vida para ele é uma chama de cores. Egoísta, excêntrico, dogmático, terrivelmente exigente e pouco razoável, no entanto sempre com uma grande faixa de admiradores. Orgulhoso, aristocrático e muito direto, o nativo do dragão estabelece os seus ideais cedo na vida e exige os mesmos padrões elevados e perfeição da outra pessoa que viva com ele. No Oriente, o dragão simboliza o imperador ou o grande macho. Representa o poder; aqueles que nascem no ano do dragão são conhecidos por desgastar os chifres do destino. Uma criança do dragão tenderá a agir de acordo com responsabilidades importantes mesmo se for o mais novo na família. Frequentemente, as crianças mais velhas do dragão podem tratar os seus irmãos mais novos com mais autoridade do que os pais. O dragão é uma bateria carregada de energia. A sua impetuosidade, ânsia e zelo quase religioso podem arder como o próprio fogo que o dragão deita pela boca. Tem o potencial para realizar coisas grandes, quem é afortunado como o dragão gosta de executar as coisas em grande escala. Entretanto, a menos que contenha o seu entusiasmo prematuro, pode queimar-se e terminar tudo como um sopro do fumo. É fanático por se tornar o mais responsável sobre uma missão. O que quer que o dragão seja bom ou mau, nunca deixará de fazer os cabeçalhos. Os chineses chamam-no o guardião da riqueza e do poder. É um signo próspero. Mas o dragão também é o signo mais favorável à megalomania. O dragão poderoso é difícil de contestar, por vezes é mesmo impossível. Tende a intimidar todos aqueles que o ousam desafiar. Mas o dragão também é fiel apesar do seu temperamento forte e de suas maneiras dogmáticas. O dragão pode pôr de lado ressentimentos domésticos e vir prontamente salvar quem dele precisar. Entretanto, a sua família pode também contar com severos sermões caso ele pense ser necessário. O dragão raramente mede suas palavras. Fala como um Imperador. Embora possa ter as virtudes do discurso e da democracia livre – por vezes não o cumpre. Sente-se acima da lei e nem sempre pratica o que prega. Apesar do seu vulcão de emoções, o dragão não pode ser considerado sentimental, sensível ou muito romântico. Gosta do amor e da adulação por princípios obrigatórios. Mas apesar de teimoso e por vezes irracional ele também consegue perdoar quando menos se espera. E como as coisas devem ser retribuídas, ele também espera que lhe perdoem os seus erros. Pode mesmo negligenciar desculpar-se às vezes, o que pode parecer mal, mas o dragão não tem realmente tempo nenhum para se explicar ou para ser incomodado; quer apenas continuar com o seu trabalho. Enquanto o dragão puder ser forte e decisivo, ele não será demasiado exigente. Adapta-se facilmente a regulamentos complicados. É frequentemente demasiado confiante e iludido pelas suas visões maravilhosas – negligenciando assim a falta de atenção às possíveis manobras que poderão cair sobre ele. Em vez de cheirar ao redor por esquemas habilidosos, prefere mergulhar na batalha, recusando frequentemente recuar mesmo estando de caras com a probabilidade de sair a perder. Demasiado orgulhoso, ele não pede ajuda; demasiado certo, mantém raramente qualquer coisa na reserva. Demasiado atento em ir para frente, esquece-se de proteger a retaguarda e os flancos. Demasiado correto, recusa mentir. É vital para a pessoa do dragão, ter uma finalidade ou uma missão especial na sua vida. Não é saudável nem justo para ele não ter nada para fazer. Deve sempre ter uma causa para poder lutar; um objetivo a alcançar, uma emenda para o que está mal. Se não, como pode manter essa chama interna de fogo? Sem os seus projetos preferidos e outros esquemas impossíveis, o dragão é como uma locomotiva sem combustível. O dragão tem a mesma afinidade para o sucesso que a serpente, mas porque expressa o seu ponto de vista mais abertamente e as suas falhas têm uma maior probabilidade de envolver alguma forma física, é poupado geralmente de problemas psicológicos profundos. Sendo um vencedor determinado, ele fará as cruzadas, conduzirá a demonstrações, escreverá cartas aos meios de comunicação ou coletará milhões de assinaturas numa petição. Este método de fogo aberto livra-o eficazmente de todo o nervosismo interno que poderia resultar de outra maneira. Apesar das suas falhas serem tão numerosas como as suas virtudes, o lustro do dragão brilha em todos. Não é vitima, nem pede favores. Pode resmungar muito, mas não consegue resistir em dar ajuda a quem precisa ou te socorrer quando você está com problemas. Isto não acontece porque sente compaixão ou interesse genuíno; acontece porque o dragão tem um sentido profundo do dever. O dragão terá de algum modo sempre uma contribuição notável a fazer. Você pode contar com o seu apoio, porque não o deixará mal se o puder ajudar. O dragão esgotará todos os recursos antes que admita a sua falha. Um extrovertido e um amante da natureza, estas pessoas serão uns desportistas ativos, agente de viagens e um excelente orador. Tem o protótipo de um super vendedor e a faixa de seus seguidores leais estarão sempre promovendo algo. Briguento, orgulhoso, e nem por isso menos charmoso, adora brilhar, ser o centro das atenções, dos cuidados e dos afetos de todos. Em contrapartida, é extremamente carinhoso com os familiares, os colegas e os amigos, fazendo de tudo, sempre com sucesso, para tirá-los de encrencas e resolver os seus problemas. Curiosamente, o nativo desse signo tende a mostrar o que tem de melhor quando enfrenta alguma dificuldade. Resolvido os problemas, bate em retirada, não sem antes dizer o que pensa da pessoa em apuros e fazer um longo discurso sobre as fraquezas humanas. O nativo do dragão casará jovem ou ficará de preferência solteiro para toda a vida. Pode ser feliz com uma vida solitária, porque os seus trabalhos e carreira o manterão ocupado. Raramente lhe faltarão amigos ou admiradores para lhe fazer companhia. O dragão não é um gastador, mas também não é um miserável. É generoso com o dinheiro, mas nunca se preocupa demasiado com o balanço da sua conta no banco a menos que aconteça ter uma combinação forte com os signos de realização de dinheiro A pessoa do dragão é super positiva. Nada poderá mantê-lo em baixo por muito tempo, e mesmo quando tem uma série de problemas, tentará sair deles o mais rapidamente do que qualquer um será capaz de fazê-lo. Para um signo que nunca aceita a derrota, o dragão providencia a sua pior oposição. Quando está convencido que está certo resultará uma situação desastrosa. Pomposo e autodestrutivo? Não propriamente. É que esta pessoa tem de seguir completamente os seus planos – independentemente das consequências. Afinal, ele foi posto sobre a terra para levantar padrões para alturas superlativas e, por mais que você tente mudar o seu percurso de ação ou tente afastá-lo do problema, mais determinado ele se torna. Vive para além da sua reputação por continuar no seu percurso mesmo quando este se torna insuportável. O dragão será uma pessoa aberta – você pode lê-lo como um livro. É difícil para ele fingir emoções que não sente e raramente se incomoda de tentar. Não tem segredos, e não pode manter um segredo por muito tempo. Mesmo quando jura não dizer uma palavra, você pode ser estar certo que quando ele começar a ficar irritado e as faíscas começarem a sair, o segredo que prometeu manter irá voar com as palavras. Os seus sentimentos são genuínos e vêm sempre diretos do coração. Quando declara a alguém o seu amor, pode estar certo de que ele é sincero. Se pertencer à variedade mais áspera dos dragões, poderia ser demasiado abrasivo. As suas maneiras diretas e bruscas podem gerar inimigos. Mas de forma geral, inspirará ação. Deve atender pessoalmente às coisas que quer sejam feitas de imediato em vez de escrever ou de negociar ao telefone. A sua presença e magnetismo influenciarão as pessoas sobre a sua maneira de pensar. Consegue motivar todos aqueles com quem tiver contacto. Ele não necessita de nenhuma motivação, porque é mais do que capaz de gerar o seu próprio momento. Nunca será difícil para você confiar num dragão. Ele demonstra apesar de tudo muita responsabilidade. Ele raramente tem dúvidas sobre o que é capaz de fazer. Com o seu natural espírito pioneiro, os seus feitos serão estupendamente bem sucedidos. Ele tem que atingir o limite máximo para poder olhar para ele próprio.

Tipos de Dragão

  • Metal: bravos, arrogantes, francos, geniosos, opiniosos, com poucos amigos chegados.
  • Madeira: pacifistas, elegantes e antenados com as últimas tendências, impetuosos e com falhas de julgamento.
  • Água: amáveis, protetores, ambiciosos, agüentam pressão, adoram desafios, e usam seus bons relacionamentos para obter sucesso quando as oportunidades são percebidas.
  • Fogo: amistosos, falhos na organização de tomadas de decisão e no detalhamento de planos.
  • Terra: introvertidos, esforçados, planejadores meticulosos, colocam o trabalho acima da família e dos amigos.

Calendário e horóscopo chinês

CALENDáRIO CHINêshoroscopo chines 2horoscopo chineshoróscopo chinês

A TABELA DOS ANOS CHINESES

RATO

31/01/1900 a 18/02/1901 – elemento: Metal
18/02/1912 a 05/02/1913 – elemento: Água
05/02/1924 a 24/01/1925 – elemento: Madeira
24/01/1936 a 10/02/1937 – elemento: Fogo

10/02/1948 a 28/01/1949 – elemento: Terra
28/01/1960 a 14/02/1961 – elemento: Metal
16/01/1972 a 02/02/1973 – elemento: Água
02/02/1984 a 19/02/1985 – elemento: Madeira
19/02/1996 a 06/02/1997 – elemento: Fogo
07/02/2008 a 25/01/2009 – elemento: Terra
24/01/2020 a 10/02/2021 – elemento: Metal

BÚFALO

19/02/1901 a 07/02/1902 – elemento: Metal
06/02/1913 a 25/01/1914 – elemento: Água

25/01/1925 a 12/02/1926 – elemento: Madeira
11/02/1937 a 30/01/1938 – elemento: Fogo
29/01/1949 a 16/02/1950 – elemento: Terra
15/02/1961 a 04/02/1962 – elemento: Metal
03/02/1973 a 22/01/1974 – elemento: Água
20/02/1985 a 08/02/1986 – elemento: Madeira
07/02/1997 a 28/01/1998 – elemento: Fogo
26/01/2009 a 13/02/2010 – elemento: Terra
11/02/2021 a 31/01/2022 – elemento: Metal

TIGRE

08/02/1902 a 28/01/1903 – elemento: Água
26/01/1914 a 13/02/1915 – elemento: Madeira
13/02/1926 a 01/02/1927 – elemento: Fogo
31/01/1938 a 18/02/1939 – elemento: Terra
17/02/1950 a 05/02/1951 – elemento: Metal
05/02/1962 a 24/01/1963 – elemento: Água
23/01/1974 a 10/02/1975 – elemento: Madeira
09/02/1986 a 28/01/1987 – elemento: Fogo
29/01/1998 a 15/02/1999 – elemento: Terra
14/02/2010 a 02/02/2011 – elemento: Metal
01/02/2022 a 20/01/2023 – elemento: Água

COELHO

29/01/1903 a 15/02/1904 – elemento: Água
14/02/1915 a 02/02/1916 – elemento: Madeira
02/02/1927 a 22/01/1928 – elemento: Fogo
19/02/1939 a 07/02/1940 – elemento: Terra
06/02/1951 a 26/01/1952 – elemento: Metal
25/01/1963 a 12/02/1964 – elemento: Água
11/02/1975 a 30/01/1976 – elemento: Madeira
29/01/1987 a 16/02/1988 – elemento: Fogo
16/02/1999 a 05/02/2000 – elemento: Terra
03/02/2011 a 22/01/2012 – elemento: Metal
21/01/2023 a 08/02/2024 – elemento: Água

DRAGÃO

16/02/1904 a 03/02/1905 – elemento: Madeira
03/02/1916 a 22/01/1917 – elemento: Fogo
23/01/1928 a 09/02/1929 – elemento: Terra
08/02/1940 a 26/01/1941 – elemento: Metal
27/01/1952 a 13/02/1953 – elemento: Água
13/02/1964 a 01/02/1965 – elemento: Madeira
31/01/1976 a 17/02/1977 – elemento: Fogo
17/02/1988 a 05/02/1989 – elemento: Terra

06/02/2000 a 24/01/2001 – elemento: Metal
23/01/2012 a 09/02/2013 – elemento: Água
09/02/2024 a 28/01/2025 – elemento: Madeira

SERPENTE

04/02/1905 a 24/01/1906 – elemento: Madeira
23/01/1917 a 10/02/1918 – elemento: Fogo
10/02/1929 a 29/01/1930 – elemento: Terra
27/01/1941 a 14/02/1942 – elemento: Metal
14/02/1953 a 02/02/1954 – elemento: Água
02/02/1965 a 20/01/1966 – elemento: Madeira
18/02/1977 a 06/02/1978 – elemento: Fogo
06/02/1989 a 26/01/1990 – elemento: Terra
25/01/2001 a 11/02/2002 – elemento: Metal
10/02/2013 a 20/01/2014 – elemento: Água

CAVALO

25/01/1906 a 12/02/1907 – elemento: Fogo
11/02/1918 a 31/01/1919 – elemento: Terra
30/01/1930 a 16/02/1931 – elemento: Metal
15/01/1942 a 04/02/1943 – elemento: Água
03/02/1954 a 23/01/1955 – elemento: Madeira
21/01/1966 a 08/02/1967 – elemento: Fogo
07/02/1978 a 27/01/1979 – elemento: Terra
27/01/1990 a 14/02/1991 – elemento: Metal
12/02/2002 a 31/01/2003 – elemento: Água
21/01/2014 a 18/02/2015 – elemento: Madeira

CABRA

13/02/1907 a 01/02/1908 – elemento: Fogo
01/02/1919 a 19/02/1920 – elemento: Terra
17/02/1931 a 05/02/1932 – elemento: Metal
05/02/1943 a 25/01/1944 – elemento: Água
24/01/1955 a 11/02/1956 – elemento: Madeira
09/02/1967 a 29/01/1968 – elemento: Fogo
28/01/1979 a 15/02/1980 – elemento: Terra
15/02/1991 a 03/02/1992 – elemento: Metal
01/02/2003 a 20/01/2004 – elemento: Água
19/02/2015 a 07/01/2016 – elemento: Madeira

MACACO

02/02/1908 a 21/01/1909 – elemento: Terra
20/02/1920 a 07/02/1921 – elemento: Metal
06/02/1932 a 25/01/1933 – elemento: Água
25/01/1944 a 12/02/1945 – elemento: Madeira
12/02/1956 a 30/01/1957 – elemento: Fogo
30/01/1968 a 16/02/1969 – elemento: Terra
16/02/1980 a 04/02/1981 – elemento: Metal
04/02/1992 a 22/01/1993 – elemento: Água
21/01/2004 a 07/02/2005 – elemento: Madeira
08/01/2016 a 27/01/2017 – elemento: Fogo

GALO

22/01/1909 a 09/02/1910 – elemento: Terra
08/02/1921 a 27/01/1922 – elemento: Metal
26/01/1933 a 13/02/1934 – elemento: Água
13/02/1945 a 01/02/1946 – elemento: Madeira
31/01/1957 a 17/02/1958 – elemento: Fogo
17/02/1969 a 05/02/1970 – elemento: Terra
05/02/1981 a 24/01/1982 – elemento: Metal
23/01/1993 a 09/02/1994 – elemento: Água
08/02/2005 a 28/01/2006 – elemento: Madeira
28/01/2017 a 14/02/2018 – elemento: Fogo

CÃO

10/02/1910 a 29/01/1911 – elemento: Metal
28/01/1922 a 15/02/1923 – elemento: Água
14/02/1934 a 03/02/1935 – elemento: Madeira
02/02/1946 a 21/01/1947 – elemento: Fogo
18/02/1958 a 07/02/1959 – elemento: Terra
06/02/1970 a 26/01/1971 – elemento: Metal
25/01/1982 a 12/02/1983 – elemento: Água
10/02/1994 a 30/01/1995 – elemento: Madeira
29/01/2006 a 16/02/2007 – elemento: Fogo
15/02/2018 a 03/01/2019 – elemento: Terra

JAVALI

30/01/1911 a 17/02/1912 – elemento: Metal
16/02/1923 a 15/02/1924 – elemento: Água
04/02/1935 a 23/01/1936 – elemento: Madeira
22/01/1947 a 09/02/1948 – elemento: Fogo
08/02/1959 a 27/01/1960 – elemento: Terra
27/01/1971 a 15/01/1972 – elemento: Metal
13/02/1983 a 01/02/1984 – elemento: Água
31/01/1995 a 18/02/1996 – elemento: Madeira
17/02/2007 a 06/02/2008 – elemento: Fogo
04/01/2019 a 23/01/2020 – elemento: Terra