É o fim – Crítica do filme

É o fim.

this-is-the-end-demon

Eu não vou escrever sobre os atores que interpretam a si mesmos no filme, pois todas as outras críticas já abordaram exaustivamente e de forma entediante esse tema. E pelo mesmo motivo não vou me deter no aspecto pastelão e intimista do filme – dirigido e estrelado por amigos, que se auto alopram, fazendo referências aos filmes que estrelaram e à fama que têm.

Também não vou discursar sobre o fato de que a película é uma crítica a Hollywood e ao mesmo tempo um filme hollywoodiano em sentido estrito, cheio de clichês hollywoodianos, pois isso seria uma crítica clichê.

This-Is-The-End-poster-Hopko-banner

Vou focar minha analise no roteiro do filme que é o máximo!

O filme, em que pese ser uma comédia, retrata muito bem como seria o Apocalipse! Acredito que no cinema seja o retrato mais fiel do que seja o livro do apocalipse descrito na Bíblia.

O ceu avermelhado ou alaranjado, cheio de fuligem e enxofre; fogo e chamas; as pessoas boas sendo abduzidas por Deus para alcançarem a paz no Paraíso antes da invasão demoníaca chegar ao plano terrestre; demônios horríveis devorando pessoas, matando as que restaram na Terra, possuindo os humanos que ficaram aqui por não terem alcançado o perdão divino, por não terem se redimido de seus pecados; saques, tumultos, violência, conflitos intersubjetivos; a luta pela sobrevivência e todas outras circunstâncias típicas de situações limite.

Hollywood – a história acontece lá – vira uma espécie de purgatório, onde as pessoas que não foram levadas de imediato ao ceu tem a possibilidade de se redimirem; de exercerem atos de grandeza e redenção para, então, subirem ao plano divino. E caso não consigam, serão mortas e descerão ao Inferno católico.

Muito melhor do que esses filmes que limitam a imagem do demônio a uma mera possessão.  A mitologia cristã merecia um filme que retratasse fielmente a rica história do apocalipse.

A única ressalva foi o finalzinho, pois no Paraíso havia uma grande festa, como a que abria o filme. Uma balada qualquer, boboca, como qualquer outra que se tem por aí. Nesta festança havia cigarros e bebidas. Também ocorreu um show do Back Street Boys no ceu como encerramento do filme. Nada a ver. Eca!

Enfim, o filme vale a pena e entra na lista dos meus favoritos, pois além de ser um desbravador do apocalipse no cinema, reafirma a crença da vitória da Humanidade sobre os pecados e as tentações de Satanás. Um filme que une fantasia à moral e à ética cristã.

Assistam!

ThisIsTheEndTrailer31LR-ThisIsTheEnd05 é o fimJonah-Hill-Possessed é o fim filme

Anúncios

6 pensamentos sobre “É o fim – Crítica do filme

  1. Clara disse:

    ética cristã, comedia pastelao, apocalipse, disco voador e Emma Watson?
    vou assistir só por causa do Satanás.

  2. Clara disse:

    po, assiste aquele filme que eu indiquei e faz uma resenha dele aqui =P

    • Adonis disse:

      rsrs

      Minhauzinha, a minha ideia ao postar críticas e resenhas de filmes e seriados no meu blog é prestigiar aquelas produções que tratem de mitologia e fantasia – eventualmente as de ficção científica também, enquanto eu não tiver meu blog de astronomia =p

      Por isso, a princípio, não pretendo fazer a resenha do filme que vc indicou aqui, neste blog.

      Todavia, prometo que podemos assistir juntos ao filme e conforme o caso, publicar algo a respeito dele aqui neste espaço.

      Quero lhe lembrar que vc pode publicar qualquer texto no meu blog =p

      Beijinhos!

  3. claranoorbe disse:

    obrigada =]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s