Meus deuses preferidos em SMITE

Depois de pouco mais de um mês jogando SMITE, de muito penar para controlar os personagens e conhecer as nuances do jogo, e com o vício arrefecendo, posso tecer alguns comentários sobre o game. Joguem (no xbox one ou no PS4 é mais legal do que no PC, pois na TV a tela e o som são maiores, o que torna as partidas mais emocionantes)! SMITE é bacana, embora seja um pouco irritante quando as batalhas não são ganhas, o que é frequente, rs.

Eu jogo relativamente bem com a Nu wa e com o Poseidon, sendo a Nu wa, até o momento, minha deusa favorita.

Eis minhas estatísticas.

nu-wa-smiteposeidon-smite

 

Gosto da Nox, do Chaac, do Anúbis, da Amaterasu, do He bo e do Baco também, mas não jogo tão bem com eles.

nox-smite chaac-smiteanubis-smite amaterasu-smite he-bo-smite bacchus-smite

Gosto de jogar com a Freya e com a Hel também, embora eu ainda não tenha jogado um número suficientes de partidas com elas para dizer se sou bom. É preciso jogar pelo menos umas 20 ou 30 vezes com cada personagem para poder se ter uma ideia de como vc poder influenciar uma partida, tendo em vista, por exemplo, que são cinco contra cinco no modo arena e três contra três no modo justa. Cinco ou seis partidas não demonstram muita coisa, senão nada. É necessário uma amostragem alta.

freya-smite hel smite

 

De toda forma, ainda há quase cinquenta deuses com quem não joguei. Prevejo um ano ainda para jogar bastante com todos eles, embora tenha alguns que eu já saiba, de antemão, que não irei gostar. Só irei jogar algumas vezes com eles, para não ser preconceituoso e nem omisso.

 

Tenho clara preferência pela classe dos magos, pois são mais poderosos no final do jogo e porque dispersam muito poder pelo cenário, embora sejam fracos fisicamente – morrem muito fácil quando devidamente atacados. Essa preferência talvez decorra do fato de que sou adepto do jogo coletivo e de que eu não tenha mira e agilidade tão acuradas para jogar com outras classes de deuses, que exigem maior precisão e velocidade.

 

E para quem joga, vai entender o que direi a seguir: sou jogador de arena (uma das espécies de cenário) mesmo e com muito orgulho, até porque não tenho clã e porque quero jogar videogame sem compromisso nos próximos anos. Os outros cenários exigem entrosamento e um grupo fixo para jogar, o que pode ser pior do que o compromisso com a sociedade, trabalho e casamento do dia a dia. É certo que na arena nos beneficiamos também de entrosamento, mas nela há menos dependência de estratégia.

 

Enfim é isso.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s