Grandes batalhas CXV: Qual é o deus marinho mais triste?

Esta galeria contém 18 imagens.

  Acidificação dos oceanos   Poluição do mar do norte   Extinção das baleias   Pirataria no oceano Índico   Rio Ganges   Refugiados Anúncios

Iemanjá – Mitologia africana

Filha de Olokun, seu nome, Iemanjá, quer dizer “mãe cujos filhos são peixes”. É a divindade das águas salgadas e é tão velha quanto Obatalá e tão poderosa que, segundo dizem, por seu caráter forte e arrebatado, perdeu o domínio do mundo, ficando apenas com o domínio da superfície do mar. Casou-se primeiramente com Orumila, senhor da adivinhação e depois com Olofin (rei de Ifé), com quem teve dez filhos. Iemanjá, cansada de Ifé, fugiu. Anos antes, Olokun havia lhe dado um pequeno vidro com um preparado que, em caso de perigo, Iemanjá deveria romper. Quando estava cansada de fugir, ao invés de entregar-se, quebrou o vidro e, imediatamente, um rio começou a surgir, levando-a ao mar, lugar da morada de Olokun. Deu à luz aos 16 Orixás. Foi mulher de Babalú Ayé, de Aggayú, de Orula e de Ogum. Gosta de caçar e utilizar o facão. É indomável e esperta. Seus castigos são fortes e sua raiva, terrível, porém é justa. É protetora das doenças do ventre e das que possam causar morte na água, chuva ou umidade. É o Orixá que mais ama e protege seus filhos. Usa uma bata enfeitada com tiras azuis e brancas, símbolos do mar e da espuma. Seus símbolos são dois remos, a coroa, o leme, o barco, corais, o sol, a lua cheia, a sereia, pratos, um salva-vidas, uma chave, um chocalho azul, ventarolas redondas e tudo o que se refere ao mar feito de ferro, prata ou prateado.

Fonte: History Channel

iemanja 2iemanjaiemanjáiemanja-negra-estatua-de-resina-imagem-de-naco-20-cm_MLB-F-232267618_1175Orixa_Yemanja2

Sereias, sereia, Anfitrite, nereida, ariel, Poseidon, mermaid, Iara, Tritão, Naga, Iemanjá

Sereias e seus belos seios.

A sereia abaixo é das bravas.

Na foto abaixo, está Tritão e sua mãe Anfitrite. O nome da figura está errado.

Essa abaixo é a melhor.

Por fim, Nagas e uma foto da Iemanjá: