Crítica ao filme “Mãe!”

Esta galeria contém 2 imagens.

Eu achava que se tratava de mais um filme de terror e que não iria gostar dele, porque normalmente não gosto de filmes de horror. Além disso, eu estava alheio às críticas provocadas pela película na mídia e não sabia da celeuma que o filme causou nem do que se tratava de fato. Na verdade, […]

Grandes batalhas CXVII: Guerras assimétricas na mitologia. Qual a vitória mais improvável?

Esta galeria contém 21 imagens.

Guerra Assimétrica – Guerra em que os oponentes apresentam diversas diferenças, tais como: nível de organização, objetivos, recursos financeiros, recursos militares, comportamento-obediência a regras. Em geral, são guerras irregulares (guerrilhas), insurrecionais ou entre potências e Estados pequenos. As ações do mais fraco são geralmente indiretas e visam desgastar o mais forte. Quando há vitória, esta […]

Grandes batalhas XCVII: De qual rei mago você gostaria de ganhar um presente?

História dos reis magos

Os reis magos são personagens bíblicos. Segundo o apóstolo Mateus, eles vieram do Oriente, conduzidos por uma linda e brilhante estrela. Em seu evangelho, Mateus não diz quantos eram os reis magos, nem mesmo o nome deles. Sabemos apenas que eram mais do que um, pois ele faz a citação no plural.

Conduzidos pela estrela, chegaram à cidade de Belém, local de nascimento do menino Jesus, trazendo presentes (mirra, ouro e incenso). Estes presentes possuíam um sentido simbólico. O ouro representava a realeza, a mirra (resina antisséptica) simbolizava a pureza, enquanto o incenso simbolizava a fé.

No contexto bíblico, a palavra “mago” não significa bruxo ou feiticeiro, mas sim assume o sentido de sacerdote ou sábio. Eles possuíam poderes e dons divinos e representavam o reconhecimento de Jesus pelos povos da época.

No evangelho de Mateus não aparecem os nomes dos reis magos. A quantidade e os nomes de Melquior, Baltazar e Gaspar foram estabelecidos por volta do final do século VIII, pela Igreja Católica Romana. Por isso, os cristãos que não são católicos não reconhecem a quantidade (três) e os nomes destes reis, já que são informações que não constam na Bíblia.(texto retirado daqui)

 

 

 

os três reis magos ReyesMagos2[1] natalos três reis magosos três reis-magos-seguindo-estrela-belem-1320865832

Golias – O retorno do campeão São Paulo Futebol Clube

Esta galeria contém 6 imagens.

Em um ponto qualquer do tempo-espaço, havia um Santo chamado Golias Paulo. São Golias era um verdadeiro titã, uma potência vitoriosa, dona de incomensuráveis feitos e incontáveis títulos.   Respeitado pelos bons e invejado pelos maus, São Golias traçava muito habilmente seu caminho de glórias e vitórias.     Golias Paulo vivia em uma floresta […]

Dia das Bruxas – Halloween

Esta galeria contém 20 imagens.

Vassoura na calcinha! – Canal GND: Especial dia das Bruxas –  Halloween. Convidadas: Circe, Lilith, Morgana, Hecate, Ísis, Bruxa de Évora, Morrigan e Bruxa Má. Tema de hoje: homens – Circe é uma bruxa feminista moderna, independente, esperta, desbocada, líder e linda. É a mais exigente das oito. Sou linda e moro em uma ilha […]

É o fim – Crítica do filme

Esta galeria contém 7 imagens.

É o fim. Eu não vou escrever sobre os atores que interpretam a si mesmos no filme, pois todas as outras críticas já abordaram exaustivamente e de forma entediante esse tema. E pelo mesmo motivo não vou me deter no aspecto pastelão e intimista do filme – dirigido e estrelado por amigos, que se auto […]

Grandes Batalhas LI: O mal absoluto!

Os dois maiores candidatos a ganharem o título de “O Mal Absoluto”:

Satã: encarregado de perseguir e acusar os pecadores.

Lúcifer (em hebraico, heilel ben-shachar, הילל בן שחר; em grego na Septuaginta, heosphoros) é uma palavra do Latim (lucem ferre) que quer dizer “portador de luz”, representa a estrela da manhã (a estrela matutina), a estrela D’Alva, o planeta Vênus, mas também foi o nome dado ao anjo caído, da ordem dos Querubins, como descrito no texto Bíblico do Livro de Ezequiel, no capítulo 28. Nos dias de hoje, numa nova interpretação da palavra, o chamam de Diabo (caluniador, acusador), ou Satã (cuja origem é o hebraico Shai’tan, que significa simplesmente adversário).

Angra Mainyu ou Ahriman: responsável pela doença, pelos desastres naturais, pela morte e por tudo quanto é negativo

Angra Mainyu

Um contexto religioso

Os personagens da mitologia persa podem, em sua maioria, ser classificados em dois tipos: os bons e os maus. Isso espelha o antigo conflito baseado no conceito do zoroastrismo da dupla origem em Ahura Mazda (em avéstico, ou Ormuzd em persa tardio). Spenta Mainyu é a fonte da luz, da fertilidade e das energias construtivas, enquanto Angra Mainyu (ou Ahriman em persa) é a fonte da escuridão, da destruição, da esterilidade e da morte.

Ormuzd é o mestre e criador do mundo. Ele é soberano, onisciente, deus da ordem. O Sol é seu olho, o céu suas vestes bordadas de estrelas. Atar, o relâmpago, é seu cílio. Apô, as águas, são suas esposas. Ahura Mazda é o criador de outras seis (ou sete) divindades supremas, os Amesha Spenta, que reinam, cada um, sobre uma parte da criação e que parecem ser desdobramentos de Ahura Mazda.

Sob Ahura Mazda e os seis Amesha Spenta a mitologia persa coloca, como divindades benéficas: “Mitra”, o mestre do espaço livre; Tistrya, o deus das trovoadas; Verethraghna, o deus da vitória; ela admitia, além disso, um grande número de deuses do mesmo elemento, os Izeds.

Assim como Ahura Mazda estava cercado por seis Amesha Spenta e de outras divindades, Angra Mainyu (Ahriman) — o deus malfazejo que invade a criação para perturbar a ordem e que é concebido como uma serpente — é acompanhado de seis demônios procedentes das trevas cósmicas e de um grande número de outras divindades malignas.

Angra Mainyu

Ahriman 2ahriman 4ahriman 6Ahriman 11ahrimanAngra Mainyu ou Ahriman 2Angra Mainyu ou AhrimanAngra_Mainyu_by_moai666

Lúcifer

lúcifer satanas ggluciferlúcifer PF4011-LuciferLucifer_by_GENZOMAN