Crítica: Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos

Esta galeria contém 5 imagens.

Melhor filme de todos os tempos! E não é porque eu sou fã do jogo que estou dizendo isso. Só joguei os jogos de estratégia em tempo real. Jamais joguei WOW. Não gosto de jogo em primeira pessoa em que se deve ficar fazendo buscas e cumprindo tarefas. Gosto de jogos de construir para destruir. […]

Grandes batalhas C: Qual a maior dor?

Esta galeria contém 19 imagens.

  Great battles C: What is the greatest pain? Aphrodite: lose a being who loves forever Athena: lose a war Pandora: lose hope Odin: lose wisdom Isis: lose the magic of life Priapus: be helpless Morpheus: lose the ability to dream Ra: lose power Dionysus: surrender fully to reason or madness Mnemosyne: be forgotten Lakshmi: […]

Grandes batalhas XCIX: Amor, como ele se manifesta em você?

Esta galeria contém 10 imagens.

A ninfa Eco foi amaldiçoada pela deusa Hera. Como falava demais, a incumbência de distrair Hera, enquanto Zeus fugia com as demais ninfas, foi dada a Eco. Descoberta a estratégia pela deusa, Eco, como punição, foi condenada a repetir as últimas palavras proferidas pelo interlocutor. A ninfa amaldiçoada se apaixonou por Narciso, mas este não lhe […]

Grandes batalhas LXVI: Deusas traídas.

isis_and_osiris_by_neverclockosíris e ísiszeus e hera zeus_and_hera_by_dewmanna-d4lgsxjhera Zeus-e-Hera

Grande batalhas LV: Casais fofos. Aponte o melhor modelo de casamento.

Para quem pretende casar… rsrsrs

poseidon e anfitritehades e persefonehades e perséfone Deep in the Underwoldhades e o rapto de proserpina -goiordanohera Zeus e Herazeus e herahera e zeuszeus e hera zeus_and_hera_by_dewmanna-d4lgsxjhades_and_persephoneposeidon e anfitriteposeidon e anfitrite Nicolas Poussin - Triunfo de Poseidon e Anfitrite,poseidon e anfitrite, amor à primeira vista

O Inferno de Dante Alighieri, a Divina Comédia

Inferno de Dante Alighieri

Obs.: Você pode notar como há justiça na religião católica. Só porque o cara nasceu antes de Cristo tem que ir para o primeiro círculo do Inferno. Lamentável.

Obs. 2: É estranho essa ideia de que as nossas escolhas nesta vida terão reflexo no pós morte. Aliás, acho isso ridículo. Primeiro pela razão tempo. A vida do ser humano não é nada perto da eternidade, porque um lampejo de vida irá gerar consequências para o resto da vida pós morte? As escolhas das pessoas são em grande parte influenciadas pelas circunstâncias em que elas se encontram, pela educação e exemplos que teve. Se eu passasse fome, iria roubar para sobreviver. Se eu não tivesse educação, não daria tanto valor à vida. Seria punido eternamente por isso? Em segundo lugar, qual a finalidade de se manter uma estrutura como o Inferno? Punir, punir, punir. O capeta seria muito mais inteligente se militarizasse o seu povo para mover guerra contra o céu, de onde foi expulso por tentar quebrar a hierarquia e o continuísmo de lá – assim como foram quebradas muitas ditaduras por aí. Terceiro: pecado é relativo. Cada tempo tem seu pecado. Hoje, adultério não é mais crime, masturbação não é mais considerada doença, ter uma religião diferente da católica é direito. Quarto: ninguém sabe se há vida após a morte e a natureza das coisas indica que não há. Quinto questionamento: dizem que todos aqueles que crêem em Deus vão para o Paraíso. Basta crer em Deus? Como ficam os psicopatas? É um critério justo esse? Posso ser um filho da puta desde que acredite em Deus? Reservarei um lugarzinho no céu mesmo que venda lugares nele para ignorantes? E quantos aqueles que são ignorantes? Eles têm aptidão para saber o que é certo e errado? Alguém tem essa aptidão? Sexta questão: somos humanos, num dia escolhemos um caminho, noutro podemos escolher um diverso. Podemos e costumamos voltar. Também podemos ficar parados. Quem nunca se arrependeu um dia? Quem nunca voltou atrás? Quem nunca mudou de opinião? Quem nunca fez escolhas diferentes em situações semelhantes? Se podemos ser tão contraditórios, e de fato somos, porque uma escolha pode gerar repercussões para o resto de nossas vida após morte? Se ainda fosse limitada à nossa vida… Podemos mudar sempre, e pagarmos eternamente por uma escolha… é justo, razoável ou proporcional? Sete: somos apenas seres humanos, não temos super poderes, somos uma conjunção de sentimentos, aprendizados, circunstâncias – a maioria aleatória -, herdeiros da cultura pretérita… Por que dar tanta importância para decisões erráticas de seres erráticas? (continuo algum dia).

Anjos vs demônios

Grandes batalhas XIII – Seth vs Loki: Quem é o maior filho da puta da mitologia?