Ganimedes e Zeus. Zeus era gay? Bissexual? Ou Ganimedes foi só um caso isolado?

Intróito para os imberbes.

É, Zeus se apaixonou por um homem.  Ele pegou centenas de mulheres, deusas, ninfas e etc, e é símbolo de masculinidade, mas também pegou homem – não sei se foi só o Ganimedes ou se existiram outros, só sei que um raio pode cair no mesmo lugar duas ou mais vezes, rs.

Acho que a música abaixo cabe perfeitamente no post =)

Bom, voltanto ao assunto imediato do post, pelo menos ele não escondeu de ninguém essa preferência pontual. Zeus tinha orgulho do namorado, tanto que colocou o rapaz para trabalhar na sua morada e o protegeu de Hera, que costumava matar as amantes de Zeus e que odiava seu novo e singular concorrente – estava perdendo o marido até para um homem mortal! A autoestima dela deve ter ido para o beleléu depois dessa.

Hoje o deus soberano do Olimpo poderia dar um pé na bunda da histérica Hera, conhecida também como mulher macho, e se casar com Ganimedes. Tal casamento seria reconhecido pelas instituições humanas.

Por fim, dizem que Ganimedes é cross-dressing.

—————————————————————————————————————————————————————-

Michelangelo esqueceu um detalhe em Ganimedes…

Resumo do mito:

Ganimedes, o mais belo dos mortais, depois de Adônis, obviamente, cuidava, suado, do rebanho de seu pai quando Zeus o viu e se apaixonou por sua beleza. Zeus transformou-se numa águia e o raptou, levando-o para o Olimpo, a morada dos deuses. Ganimedes passou a servir o néctar divino para os deuses e a água para os homens. Representava o zelador da água potável. Antes tal função era de Hebe, mas como ela é uma deusa desastrada…Por isso Ganimedes porta uma ânfora e exerce uma função de cunho social.

Ganimedes é filho de Trós, rei de Tróia. Era um príncipe herdeiro do trono, assim como o seu irmão, Ilo. Para aplacar a dor de Trós, Zeus ofereceu uma parreira de ouro e dois cavalos, em troca de Ganimedes – isso é pouco ou muito para você? Pelo poder de Zeus, o mortal mais belo tornou-se um deus imortal – passar a eternidade sendo subserviente e passivo….

É um deus do amor homossexual – rompe a lógica da procriação da espécie e deixa religiosos e conservadores de cabeça em pé. Ganimedes liberta Zeus da obrigação da sua função procriadora; o relacionamento sem obrigações, sem contratos. Com Ganimedes, Zeus experimenta outro amor, além da natureza, além do corpo, além da genética, muito além da obrigação de fertilizar o mundo com o gen da divindade.

Ganimedes deveria ser usado como símbolo dos movimentos GLBTs do mundo. Acho que seria um símbolo muito mais forte do que um arco-íris.

Fonte do texto acima.

Embora a opção sexual alheia não interesse a ninguém e não deva dar ensejo a discriminações de qualquer tipo, porque a livre manifestação da sexualidade é um direito protegido pelo princípio da dignidade da pessoa humana, pelo direito à privacidade e à intimidade, eu, Adônis de Perséfone, no melhor estilo “revista/programa de fofoca”, voltando-me para pessoas desocupadas e inúteis, pergunto:

Zeus era gay? Bissexual? Ou foi apenas um deslize?

Comente.

Obs.: pessoas úteis e ocupadas também podem responder se disporem de tempo para tanto.

—————————————————————————————————————————————————-

Vídeo tosco:

Zeus: uma outra visão.

Anúncios