Top 10 Hinduísmo. Veja as entidades mais poderosas da mitologia hindu!

Leiam A Nova Teogonia Livro I e Livro II, livro de minha autoria. (quem leu, gostou)

A Nova Teogonia tem na Livraria Cultura também!

A Nova Teogonia está disponível na editora Asabeça ou pode ser comprado comigo =) Sai mais em conta!

Compre o livro Lúcifer e a Conspiração dos Arcanjos aqui. Eu o escrevi. É uma história argumentativa.

Tem esse conto também que estou publicando neste blog e vou deixar por um tempo – só para quem entende de mitologia nórdica.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

10º Vaya ou Vayu: Deus do ar, dos ventos, condutor dos sons, dos perfumes. É o pai da música. Pode-se considerar também o deus da tempestade, pois se associa à Indra. Parceiro de Indra é um grande bebedor de soma, a bebida dos deuses hindus e elixir da imortalidade. Foi o primeiro a beber tal bebida.

vayu___god_of_wind_by_molee-d4njoxh

9º Surya: É o deus sol. Casado com Sanjna, a consciência. O calor e a luz que o corpo de Surya eram tão intensos que queimavam e deixavam cansado qualquer um, principalmente a esposa. Representado como um cara avermelhado, de três olhos e quatro braços. Levas duas tochas em suas mãos. Envia benções e gestos de proteção nas outras.

Sun_God___Surya_by_DevaShard

8º Varuna: Aquele que lê. Era um deus arquiteto e ferreiro, devido a isso possuía um conhecimento infinito. Organizou os ciclos do Sol, colocou cada rio em seu caminho, ordenou as fases da Lua, estruturou o relevo da Terra e se encarregou de nunca deixar o oceano cheio demais. Por tudo isso ele tornou-se o rei dos deuses e assim pode dominar também o destino dos homens; sustentando a vida e a protegendo do mal. Porém um grande monstro desafiou os deuses e também a Varuna. E uma profecia revelou que Varuna não poderia vencê-lo. O único capaz de vencer o monstro seria Indra, que ainda nasceria, e após vencer, tomaria o lugar de Varuna. Varuna tentou impedir o nascimento de Indra, mas isso foi impossível. O jovem deus nasceu e tendo poder sobre os raios e tempestades venceu o monstro e se tornou o novo rei dos deuses. Varuna então se tornou o rei dos oceanos e senhor da Noite, dividindo o céu com Surya, o deus do Dia. Varuna é um termo sânscrito, referente a uma divindade védica; Senhor da Consciência Vasta, representando a pureza etérea e a amplidão oceânica da Verdade infinita; destrói tudo o que interfere adversamente no crescimento da Consciência-Verdade na mente do homem.

varuna_god_of_cosmic_order_by_molee-d5kr6px

7º Agni: Deus do fogo (não só físico como de qualquer outro tipo: espiritual e amoroso ou relativo a sacrifícios) e deus mensageiro. Irmão de Indra. Ele é imortal e a aparência jovial.  Vívido e hiper ativo. Segundo em importância na mitologia vética, depois de Indra. Vivia em combustão. Leva consigo uma grinalda de frutas

Agni foda _2

6º Indra: Rei dos deuses hindus. Deus do ar, das estações, das nuvens e dos relâmpagos. Protetor da natureza e guardião do mundo. Perdeu o lugar para um avatar do deus Vishnu, Vamana. Sua montaria é Airâvata, um elefante. Residia no palácio Swarga, no monte Meru. Matador de Vitra, uma serpente gigante e diabólica, feito que lhe rendeu o nome de “O matador de serpentes”. Parricida. Assim como Ganesha, estava logo abaixo da Trimurti, porém não possuía o controle dos exércitos celestiais. Tinha mil olhos (o que significa a onipresença); é irritadiço e arrogante.

Indra angry

5ª Ganesha. Filho de Shiva e Parvati. Sábio. Deus da boa fortuna, da sabedoria, do destino, do matrimônio e protetor do lar. Tinha muita sorte. Era o comandante das tropas divinas, deus da religiosidade e castidade, protetor das letras e das ciências, inspirador de pensadores como Marx, Hegel e Voltaire. Transmite para Shiva os desejos e as orações dos homens. Inventou a matemática e a astronomia. Hierarquicamente vem depois da Trimurti. É meio lelá da cuca, pois ora é benevolente, ora toca o terror. Tem cabeça e memória de elefante.

Ganesha_by_GENZOMAN

4º Brahma. Deus da criação. Integra a Trimurti, o trio mais foda do hinduísmo. Tem quatro cabeças. Nasceu de um ovo que boiava na sopa primordial. Depois que Brama cria o universo, ele permanece em existência por um dia de Brama, que vem a ser aproximadamente 4 320 000 000 anos em termos de calendário hindu. Ele é poderoso, mas pouco atuante, aliás é preguiçoso, por isso deve ficar em quarto lugar. E quando atua só faz besteira. Normalmente ele confere poderes a demônios que acabam se tornando um verdadeiro perigo para todo o universo. Sempre sobra para Parvati ou Shiva a função de acabar com esses males. A esposa de Brama é Sarasvati, a Deusa da Sabedoria, da música e da poesia, integrante da Tridevi. Na Índia, é pouco cultuado, pois, na visão hindu, sua função já se acabou depois que o universo foi criado.

brahma_god_of_creation_by_molee-d4tkg58

3º Parvati (Durga e Kali). Integra a Tridevi. Reencarnação de Sáti, a primeira esposa de Shiva. Parvati tem duas formas mais poderosas. Durga, a deusa guerreira, única entidade que foi capaz de derrotar o demônio Durg ou Mahish Asur, que, sabe-se lá porque, não podia ser morto por nenhum deus masculino. Kali era a deusa da morte e da sexualidade. O papel de ceifadora de vidas é absolutamente indispensável para a manutenção do mundo – isso a aproxima de Shiva. A figura da deusa tem quatro braços, pele azul, os olhos ferozmente arregalados, os cabelos revoltos e a língua pendente. No pescoço, traz um colar de cabeças humanas e, nos flancos, uma faixa de mãos decepadas – o que é muito mais interessante que essas $%@#* que a mulherada usa hoje em dia para se enfeitar. Sempre é representada em pé sobre o corpo caído do esposo Shiva (eles fazem trampling). Kali é a destruidora do demônio Raktabija. Este demônio não poderia ser derrotado, pois de seu sangue brotava mais demônios. Durga evoluiu e se transformou em Kali que ao decepar os demônios, lambia seu sangue, o que evitou a proliferação e, enfim, possibilitou o término da luta desesperada contra o demônio. Mãe de Ganesha, Sarasvati e Lakshmi.

Parvati

Parvati linda

Durga

durga_goddess_of_war_by_molee-d5b7n58

Kali

Kali (3)

2º Vishnu: Integrante da Trimurti. Deus da preservação e o sustentador do universo na religião hindu. Uma espécie de partido republicano. Muito conservador. Teve nove avatares por meio do qual atuava nos desígnios da Terra (Matsya, o peixe; Kuma, a tartaruga; Varaha, o Javali; Narasimha, o homem leão; Vamana, o anão; Parahurama, o homem com o machado; Rama, o arqueiro; Krishna; Buda, o Iluminado). Entre os avatares mais conhecidos estão Vamana, Krishna e Buda. Também terá o décimo avatar: Kalki. Avatar significa descida e todos os avatares de Vishnu representam a descida do deus à Terra para resolver algum problema ou salvar o mundo. Integra a Trimurti. Sua esposa é Lakshmi. Esta é a personificação da beleza, da fartura, da generosidade e principalmente da riqueza e da fortuna. Lakshmi é o principal símbolo da potência feminina, sendo reconhecida por sua eterna juventude e formosura (ou seja, tem sempre a aparência de uma garota de 20 anos), o que confere grande prestígio a Vishnu. Ela integra a Tridevi. Vishnu tinha por montaria a poderosa ave Garuda – pássaro solar brilhante como o fogo.

vishnu_descends

1ª Shiva (o radiante): Deus da renovação para alguns (orientais); deus da destruição para outros (ocidentais). Liberal. Comporia o partido democrata nos EUA. O tridente que aparece nas ilustrações de Shiva é o trishula. É com essa arma que ele destrói a ignorância nos seres humanos. Suas três pontas representam as três qualidades dos fenômenos: tamas (a inércia), rajas (o movimento) e sattva (o equilíbrio). Sattya é a virtude inerente a Vishnu, indicando a energia interior que tudo agrega, a claridade que ilumina o consciente. Já Tamas é a qualidade de Shiva, representando o poder de disseminação, de destruição, as sombras de onde o Universo flui e para as quais ele retorna. Rajas é a potência sem a qual tudo permaneceria em repouso, inerte; ela extrai da relação dialética entre as outras duas forças o material imprescindível para instaurar a geração do novo, pelo qual Brahma é o responsável, abalando assim a inércia. O terceiro olho de Shiva é uma arma de destruição em massa. Tem por esposa Parvati, a mais foderosa das Sháktis (esposas), o que lhe confere poder também por tabela. Hanuman, o deus macaco, era uma de suas encarnações. Shiva foi o criador do Yoga e sempre meditava muito. Concentração era com ele mesmo e sabe-se que quem tem concentração também tem poder.

Shiva Blue

Veja os dez mais da mitologia chinesa aqui.

Veja os dez mais da mitologia judaico-cristã aqui.

Veja os dez mais da mitologia nórdica aqui.

Veja os dez mais da mitologia egípcia aqui.

Veja os dez mais da mitologia grega aqui.

Veja os dez vilões/antagonistas das mitologias aqui.

Veja as dez maiores guerras da mitologia aqui.

Enquetes relacionadas:

Anúncios

9 pensamentos sobre “Top 10 Hinduísmo. Veja as entidades mais poderosas da mitologia hindu!

  1. Adonis disse:

    Na enquete Shiva está ganhando de Vishnu (54 a 51)

  2. Tudo depende do ponto de vista e interpretação dos Vedas. Mas de acordo com os Vedas, Vishnu é ferido por Shiva em uma luta e o mesmo deixa de ser Rudra para se tornar Shiva em arrependimento por ter ferido o representante do proprio criador, que quando toma personalidade é Krishna. Maaaaaaas é tudo escrito, um dia eu pergunto pra eles huahauhaahuahuahuahuaha

  3. JhowJhow disse:

    Os Top 10 são os posts que eu mais leio e menos comento. Em relação ao post, desconheço mitologia hindu pra dar algum coment, mas achei curioso o fato dos deuses hindu do post serem mais bonitos que os asgardianos e os gregos. Se bem que os gregos tem Afrodite, que vale por tudo já

    • Adonis disse:

      Talvez sejam representados de uma forma mais bonita, pois são mais espiritualizados e coloridos do que os deuses ocidentais, mais voltados a guerras e à política. Tenho essa impressão, mas às vezes pode ter sido apenas uma coincidência.

      • Nem acho. Morrigan, Atena, Freya, Durga e Apolo tem um envolvimento forte com a guerra e mesmo assim são bem bonitas. Acho que eles só não tiveram uma representação que visasse a beleza ou qualquer coisa ligada a vaidade.

  4. atul disse:

    parvati in the pic above is parvati milton. she is heroine not goddess.

  5. Eddye disse:

    Oi bom post, porém cade os textos de durga e kali?

  6. […] Veja os dez mais da mitologia hindu aqui. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s